Coligação dependente apenas de “detalhes partidários”

Passos PortasPaulo Portas e Pedro Passos Coelho falaram recentemente dos timings da coligação entre o PSD e o CDS para as próximas eleições legislativas. Passos Coelho prometeu novidades para “muito antes do Verão”, enquanto Paulo Portas disse faltarem acertar “detalhes partidários”.

O líder do CDS disse em Braga que “quando existirem novidades os jornalistas irão sabe-las”, dizendo que “depois de um entendimento sobre políticas substantivas, eu acho que chegou agora o tempo de conversar sobre matérias de natureza partidária”, não avançando datas para a oficialização da parceria.

Já Pedro Passos Coelho referiu que “muito antes do Verão”, serão dadas novidades acerca da coligação, fazendo ainda um balanço positivo deste ciclo de Governo que passou pelos três anos da troika em Portugal. Em Torres Vedras, num jantar de comemoração do PSD, Passos Coelho disse que “não interessa devolver hoje todos os direitos às pessoas para os tirar daqui a dois anos”.

O Primeiro-Ministro português disse ainda que “mesmo quem não votou PSD em 2011, sabia que a festa não podia continuar e que era preciso ajustar”, voltando a relembrar que os primeiros cortes foram feitos ainda no Governo liderado pelo Partido Socialista.

Descomplicador:

Passos Coelho e Paulo Portas falam ambos de detalhes que faltam acertar na coligação, mas o Primeiro-Ministro afirma que surgirão novidades “muito antes do Verão”. Portas falou em acertar detalhes de “natureza partidária”, não se comprometendo com datas.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *