Quando PSD pergunta, PS responde

Decada para PortugalFoi no dia 21 de abril que o grupo de economistas do PS, coordenado por Mário Centeno, apresentou o Relatório “Uma década para Portugal”. A 27 de abril o PSD envia uma lista de 29 perguntas aos socialistas. Hoje foram dadas as respostas.

O Relatório “Uma década para Portugal” consiste na previsão do cenário macroeconómico do país até 2019 e é nele que o PS demonstra as suas propostas. A reposição dos salários da função pública em 80% (no espaço de 2 anos), a eliminação da sobretaxa de IRS (em 2017), a redução das contribuições para a Segurança Social, são algumas das medidas propostas no relatório do PS e sobre as quais recaem algumas das questões levantadas pelo PSD.

O grupo de economistas do PS responde às dúvidas da coligação – respostas técnicas e com algumas críticas à atuação do atual Governo. Em relação às grandes temáticas abordadas nas questões, o PS explica que a extinção da sobretaxa do IRS vai beneficiar a receita de contribuições sociais e que o aumento do emprego consequentemente vai traduzir-se na redução do pagamento de subsídios de desemprego. Prevê ainda que isto vai resultar no aumento do rendimento das famílias que por sua vez vai permitir aumentar o consumo privado. É importante ter em conta que para a maioria das medidas, o PS e o PSD têm perspetivas temporais distintas: aquilo que o PS aponta atingir entre 2016 e 2018, o PSD aponta apenas para 2019.

João Galamba, membro do Secretariado Nacional do PS, considera que o Relatório apresentado pelo PS “é apenas um contributo para o programa eleitoral do PS, está a ser discutido pela sociedade portuguesa e, obviamente, todas as dúvidas e todas as questões levantadas terão resposta.” Tendo em conta as questões levantadas pelo PSD e a sugestão de Marco António Costa, vice-presidente do PSD, de submeter o Relatório do PS à UTAO (Unidade Técnica de Apoio Orçamental) e ao Conselho de Finanças Públicas, João Galamba diz que assim se “mostra que o PS já é Governo” e o cenário presente no Relatório “já é encarado como um Orçamento do Estado”.

Descomplicador:

Em resposta às dúvidas levantadas pelo PSD sobre as propostas do PS apresentadas no seu Relatório “Uma década para Portugal”, o grupo de trabalho socialista defende as medidas que o PS pretende implementar, medidas essas que o partido vai apresentar em junho no seu programa para as legislativas.

xvumfb@grandmamail.com'
Publicado por: Filipa Mourão

20 anos, natural de Lisboa. Finalista de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Foi redactora na revista CAIS através do projecto CAIS-Lab (da ESCS) em 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *