Três deputados do CDS registam maior número de faltas injustificadas

Telmo Correia, Altino Bessa e Teresa Caeiro, todos eles deputados do CDS, lideram a lista de deputados com mais faltas injustificadas. Partido Socialista e Partido Social Democrata lideram no entanto a tabela de maior número de faltas globais.

O líder da distrital do CDS de Lisboa, Telmo Correia tem seis faltas injustificadas, num total de 76, embora a maioria estejam justificadas ou sejam fruto de missões parlamentares. Altino Bessa, deputado pelo circulo de Braga regista cinco faltas injustificadas e Teresa Caeiro, quatro faltas injustificadas.

Faltas Parlamento CDS

Em termos globais, João Soares do Partido Socialista, com 148 faltas, lidera a tabela feita pelo O Ponto do Parlamento, embora 82 sejam em missão parlamentar e apenas uma seja injustificada. Carlos Páscoa Gonçalves, deputado pelo circulo Fora da Europa do PSD, regista 146 faltas, embora 131 sejam justificadas e 15 em missões parlamentares. A fechar o “pódio”, Maria João Ávila, também do PSD e também do circulo Fora da Europa, regista 132 faltas.

Na posição posta está o líder parlamentar do Bloco de Esquerda que em 453 reuniões mantém um registo incólume, não registando qualquer falta. Carlos Santos Silva, do PSD, também não registou qualquer falta no mesmo número de reuniões, enquanto Vasco Cunha, também do PSD tem apenas uma falta em 453 “chamadas de presença”.

Nesta recolha de presenças, existem deputados que em regime de substituição ou por terem saído para actividade governativa não registam faltas, tendo em conta o número reduzido de reuniões em que participaram. Por partido, o maior número de faltas é do PSD com 3055 faltas, seguido pelo PS com 2581 e pelo CDS com 699.

No que toca às faltas injustificadas, o PSD lidera com 34, seguido pelo CDS com 31. Os Verdes não têm qualquer falta injustificada, registando ao todo apenas sete faltas.

Descomplicador:

Três deputados do CDS registam o maior número de faltas injustificadas. João Soares lidera a tabela, embora tenha apenas uma falta injustificada. Por partidos, o Partido Social Democrata lidera o número de faltas, seguido pelo Partido Socialista, embora o CDS ocupe o 2º lugar nas faltas injustificadas.

 

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *