Movimento associativo, deputados e “jotas” felizes com as alterações na acção social

Ensino SuperiorFoi um dia de conquistas a Quinta-Feira de 19 de Junho. Movimento académico associativo, deputados, maioritariamente os jovens e as juventudes partidárias mostraram-se unanimemente satisfeitos com a alteração legislativa na alteração das bolsas de acção social do ensino superior. A alteração leva assim a que o limiar de aplicação das bolsas de estudo tenha sido aumentado de 14 para 16 IAS, o que leva a que mais três mil famílias possa usufruir da acção social.

Esta alteração parece assim ter agradado a todos os quadrantes da sociedade ligada ao meio estudantil. Com esta alteração o número de familias apoiadas atinge assim as 60 mil, depois de seis anos sem alterações neste limiar. A Juventude Social Democrata classificou em nota divulgada à imprensa esta alteração como “a mais importante no sistema de acção social da última década”, com o presidente da estrutura e colaborador do Panorama, Cristóvão Simão Ribeiro a afirmar na sua página do Facebook que “são estes dias que me fazem fazer política” e acrescentando que sentiu um “grande orgulho ao ver o nosso trabalho a dar frutos na sociedade portuguesa”, mas dando também mérito às associações académicas.

O deputado social-democrata, Duarte Marques deu mérito ao Secretário de Estado do Ensino Superior e ao Primeiro-Ministro, pela “sensibilidade no debate do tema”, mas também ao líder da JSD, ao dizer que é também mérito da “estrutura que tão bem lidera”, acrescentando ainda que “é também por isto que tem aqui uma grande vitória para as juventudes partidárias que fazem sentido, as que trabalham”.

A Associação Académica de Coimbra reagiu nas redes sociais, puxando para si alguns dos louros desta melhoria e prometendo mais encontros com o Governo para “propor mais mudanças ao actual regulamento, continuando a lutar por uma acção social mais justa e inclusiva”. A Federação Académica do Porto também reagiu à alteração dizendo que é uma “importante vitória para o movimento associativo nacional que há muito vem reivindicando um sistema de acção social mais justo e inclusivo” e saudando todos os que “trabalharam em conjunto”. O presidente da Federação Académica do Porto, Daniel Freitas abordará o tema em breve numa crónica para o Panorama.

Descomplicador:

O Governo alterou o limiar das bolsas de acção social abrangendo agora mais três mil famílias. Esta iniciativa recolheu aplausos do movimento associativo, de deputados e das juventudes partidárias. A JSD classificou mesmo a alteração como “a mais importante no sistema de acção social da última década”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *