Bombeiros querem demissão Anabela Rodrigues

Em Congresso Nacional, mais de 200 bombeiros profissionais votaram positivamente e por unanimidade um pedido de demissão da Ministra da Administração Interna. Avisam ainda que podem avançar com uma greve caso os

A justificação para a aprovação da medida encontra-se na “indiferença” da ministra. Em comunicado oficial, os anabela rodriguesbombeiros afirmam mesmo que Anabela Rodrigues não tem sabido “zelar pelos direitos e interesses dos bombeiros”, que atravessam uma fase de “constantes e graves problemas”.

Em causa estarão factores como o não reconhecimento da “actividade dos bombeiros como profissão de risco e desgaste rápido” ou como o facto de o novo estatuto profissional, “que foi acordado pelo ex-ministro da Administração Interna [Miguel Macedo] e seu ministério”, ainda não ter sido publicado.

A indignação dos bombeiros prende-se também com a “inércia” de Passos Coelho, que afirmam “não se preocupar com a segurança das populações”. Ainda no comunicado, está patente um aviso de greve: “se a ministra continuar a não ouvir” os bombeiros, irão recorrer a “todas as formas de luta possíveis, incluindo uma greve nacional”.

Recorde-se que Anabela Rodrigues está em exercício de funções há pouco mais de seis meses, depois de suceder a Miguel Macedo em Novembro passado na sequência da Operação Labirinto, que visava a atribuição de vistos GOLD.

Descomplicador:

Os bombeiros portugueses estiveram ontem reunidos em Congresso Nacional e aprovaram por unanimidade um pedido de demissão da Anabela Rodrigues, Ministra da Administração Interna. Avisaram ainda que podem recorrer a uma greve nacional caso a ministra continue a “não ouvir” os bombeiros.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *