Varoufakis fala de “terrorismo” em dia de referendo

O ministro das finanças grego, Yanis Varoufakis, afirmou hoje em entrevista ao El Mundo que o que estão a fazer ao seu país é “terrorismo”. Varoufakis, que há poucos dias tinha recusado responder de forma clara quando questionado sobre se a pressão do Eurogrupo seria uma estratégia contra o Syriza, afirma agora que há um “establishment europeu” para derrubar o seu governo.

VaroufakisPara Varoufakis, que tinha há dias afirmado que preferia cortar um braço” a aceitar um acordo que não inclua a renegociação da dívida, haverá um acordo na segunda-feira, seja qual for o resultado do referendo. No entanto, o ministro das finanças defende que no caso de um acordo sem reestruturação, sairá do governo e continuará, no parlamento, a lutar pela democracia grego. A vitória do “sim” será a “vitória do medo” e a derrota da democracia. E no caso de o resultado ser o não? Varoufakis responde que “não será fantástico, mas não será assim tão mau”.

Outra convicção do governante é que os bancos abrirão, sem dúvida, na terça-feira, após terem encerrado por não se dar nova extensão do resgate. Varoufakis, que já falou em diversas ocasiões de que é necessário parar de adiar a curto prazo o problema e procurar uma solução definitiva – a reestruturação – esclareceu em entrevista à Bloomberg que na sua opinião este não é um problema dos bancos, mas um problema “político”.

Para o ministro, “a União Europeia não gosta de democracia”, uma vez que lhe foi dito “sem reservas” que a decisão entre “sim” e “não” que tem lugar este domingo é “um assunto muito complicado para deixar a decisão final nas mãos do povo grego”.

Descomplicador:

O ministro das finanças grego continua a apelar ao “não” no referendo deste domingo, argumentando mesmo que “a União Europeia não gosta de democracia” e que deseja que o governo grego caia.

Publicado por: Mariana Lima Cunha

21 anos, natural de Oeiras. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós-graduada em Comunicação e Marketing Político pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Jornalista online do Expresso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *