Referendo na Grécia: Não vence categoricamente

Alex TsiprasDepois de praticamente todas projecções apontarem para a vitória do Não com 51%, face aos 48% do Sim, os resultados oficiais indicam 61, 39% para o Não, superando todas as expectativas.

O resultado alcançado pelo Oxi superou todas as expectativas iniciais, em especial face aos últimos dias, onde as sondagens apontavam uma grande proximidade entre as duas opções de resposta.

O Sim obteve assim 38,69% dos votos recolhidos, com os votos nulos e brancos a atingirem 5,8%.

Num universo de 10 milhões de eleitores, a taxa de participação neste sufrágio ultrapassou os 62%.

Varoufakis reagiu ao resultado dizendo que este é “um não a cinco anos de hipocrisia”, enquanto o Primeiro-Ministro Alex Tsipras disse que “os gregos fizeram uma escolha muito corajosa” e acrescentou que a primeira prioridade agora é restabelecer a normalidade bancária, uma situação que está ainda assim dependente do Banco Central Europeu e de um possível regresso às negociações.

Com este resultado o presidente do partido Nova Democracia, António Samaras, que fez uma acérrima campanha pelo sim, pediu a sua demissão.

Descomplicador:

O Não venceu o referendo grego com mais de 61% dos votos, surpreendendo até mesmo os mais optimistas. O Sim com apenas 38% saiu assim derrotado e a Grécia quer agora voltar à mesa das negociações e restabelecer a normalidade bancária.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *