Euclid Tsakalotos: as mesmas ideias com mais moderação

Aristocrata, moderado, conciliador, menos pró-europeu que Varoufakis e o cérebro da política económica do Syriza. Estes são algumas das características que têm sido apontadas a Euclid Tsakalotos, o novo Ministro das Finanças grego. Se é certo que se trata de uma pessoa menos controversa do que o seu antecessor, também é certo que o Syriza não deve sair prejudicado com esta troca. O novo ministro é conhecido por ser firme nas suas convicções – que são as do Syriza e, no fundo, as de Alexis Tsipras e as de Yanis Varoufakis – embora apresente um estilo mais aristocrático que o do anterior ministro.

Se, por um lado, as ideias são as mesmas, por outro, a diferença no estilo agrada mais aos credores. Tsakalotos já tinha assumido a responsabilidade de se sentar à mesa das negociações devido à sua postura mais “conciliadora”, em detrimento de Varoufakis.  O novo ministro das finanças é, por isso, um nome conhecido de ambas as partes.

tsakalotos2Tsakalotos nasceu em Roterdão em 1960. Estudou economia, política e filosofia nas universidades de Oxford e Sussex. Em 1989 doutorou-se em Economia pela Universidade de Oxford e dedicou-se à vida académica, desempenhando a função de professor na universidade de Kent e, mais tarde, em Atenas. Membro do Syriza há quase uma década, foi eleito deputado em 2012 e em 2015 foi chamado para o governo. Muitos apontavam o seu nme para ser o responsável pela pasta das finanças mas acabou por ser destacado para o ministério dos negócios estrangeiros, abrindo espaço para que Yanis Varoufakis, que não fazia parte dos quadros do partido, assumisse assim o ministério das finanças.

O economista, de 55 anos, é ainda descrito como sendo o “cérebro” da parte económica do plano do governo do Syriza. Havia mesmo quem o descrevesse como o “ministro das finanças sombra”. Alexis Tsipras nomeou Tsakalotos depois de já o ter indicado para liderar as negociações . O novo ministro era também o favorito de Yanis Varoufakis para a sua sucessão.

Euclid Tsakalotos é ainda autor de vários livros. No último livro publicado, o economista defende que a crise europeia acentuou as desigualdades sociais. Aliás, uma das frases mais célebres do agora ministro das finanças helénico prende-se com esta temática: “não estamos a pedir um tratamento especial, estamos a pedir um tratamento igual numa Europa de iguais”.

Descomplicador:

Euclid Tsakalotos é o novo Minsitro das Finanças da Grécia. O economista de 55 anos foi professor nas universidades de Kent e Atenas. Desde 2012 é deputado pelos Syriza e desde o início do ano fazia parte do ministério dos negócios estrangeiros. Depois de Yanis Varoufakis se ter demitido, Tsakalotos assume a pasta das finanças do governo de Tsipras.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH – Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *