Portugal é o quarto país com melhores políticas climáticas

Portugaldistingue-se este ano pelas suas políticas ambientais, segundo o Climate Change Performance Index 2015, um instrumento que a GermanWatch criou para que as políticas climáticas por todo o mundo sejam mais transparentes. Com este índice, espera-se que haja uma maior pressão política e social sobre os países que ainda têm um caminho maior a percorrer no que toca à proteção do ambiente. Portugal, no entanto, vem já mantendo-se no quarto lugar da tabela há vários anos.

ambienteO que o Climate Change Performance Index avalia é o desempenho de proteção do clima dos 58 países que são responsáveis por mais de 90 por cento das emissões de dióxido de carbono no mundo. Os critérios para a classificação de cada país incluem a percentagem de emissões e o seu desenvolvimento, as políticas aplicadas nestas questões e o uso de energias renováveis. O índice é elaborado de há 10 anos para cá e congratula-se por ajudar a trazer mais consciência no âmbito da proteção ambiental.

Dinamarca, Suécia e Reino Unido são os países que este ano se destacam de forma mais positiva. Segundo o relatório, estes países têm mérito por diminuir as emissões de dióxido de carbono (o que, no caso da Suécia, com uma redução de 70 por cento das emissões, valeu uma subida de 19 lugares no ranking) e incentivar o uso de energias renováveis. Outros casos continuam a preocupar a organização: a Arábia Saudita “continua a não fazer mudanças” nas suas políticas, o que a coloca no fim da lista, facto que o documento atribui à vontade dos governantes de exportar mais petróleo.

A organização é responsável por comparar também a performance ambiental por países que pertencem à OCDE, ao G20 ou países recém-industrializados.

O relatório constata ainda que Portugal é responsável por 0.13 por cento das emissões de dióxido de carbono mundiais e por 0.16% do fornecimento de energia primária a nível global.

Descomplicador:

Portugal sai bem classificado – em quarto lugar, como no ano passado – de um ranking que mede a proteção ambiental pela qual os países que emitem mais dióxido de carbono no mundo são responsáveis.

Publicado por: Mariana Lima Cunha

21 anos, natural de Oeiras. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós-graduada em Comunicação e Marketing Político pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Jornalista online do Expresso

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *