Mês mais complicado do Brasil faz primeira vítima

Diz-se no Brasil que Agosto é o mês mais perigoso da politica nacional. Em 1954, Getúlio Vargas matou-se na residência oficial, em 1976, Juscelino Kubitschek teve um acidente que ditou a sua morte imediata e Jânio Quadros renunciou em 1961. Este ano é Dilma Roussef quem está na “corda bamba” com a sua demissão a correr em surdina por todo o país. Hoje Agosto fez a primeira vítima com a detenção de José Dirceu, um dos nomes fortes de Lula da Silva.

José DirceuDilma Roussef enfrenta assim um dos meses mais complicados do seu mandato, com o caso Lava Jato a fazer vitimas frequentemente e com o peso histórico de Agosto a pairar sobre o pensamento dos principais protagonistas políticos brasileiros. A palavra “impeachment” é dita praticamente todos os dias quando é referido o futuro politico da actual presidente brasileira.

Hoje foi José Dirceu, ex-ministro e o braço direito de Lula da Silva a ser detido preventivamente, apesar de estar já a cumprir prisão domiciliária. Dirceu foi preso juntamente com o seu irmão e assessor também devido ao caso Lava Jato que envolve a gigante Petrobrás.

José Dirceu cumpria pena no caso Mensalão, mas agora foi detido preventivamente no âmbito do caso que está a fazer abanar novamente a politica brasileira e em especial o Partido dos Trabalhadores. Neste caso, a polícia está a investigar se a empresa que Dirceu tinha com o irmão, a JD Consultoria, prestou serviços a empresas que desviaram dinheiro da Petrobras ou se os contratos eram apenas uma maneira de disfarçar o desvio de dinheiro.

Dirceu foi um dos braços direitos de Lula da Silva, tendo ajudado o ex-Presidente brasileiro a chegar ao poder no ano de 2003, tendo sido Ministro Chefe da Casa Civil do Brasil entre 2003 e 2005, depois de ter sido deputado estadual e federal entre 1987 e 2005.

Descomplicador:

Agosto é um mês complicado na politica brasileira, tal como prova a história do país. Em 2015, a primeira vitima já tem nome: José Dirceu, braço direito de Lula da Silva foi novamente detido, desta vez no âmbito do caso Lava Jato.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *