PS votou maioritariamente ao lado da coligação

O Partido Socialista votou maioritariamente ao lado da coligação PSD/CDS, segundo as contas reveladas hoje pelo Diário de Noticias. Num total de 310 propostas que chegaram à Assembleia da Republica, o PS votou a favor cerca de 139 propostas. Do lado oposto, o voto contra o Orçamento de Estado de 2012 marcou pela negativa a bancada socialista.

Assembleia da Republica ParlamentoNos projectos de lei, apresentados pelos partidos que compõem a maioria, o Partido Social Democrata e o CDS, como nas propostas de lei, apresentadas pelo Governo, o Partido Socialista votou a favor em 139 num total de 310, votando contra em 92 e tendo optado pela abstenção por 79 vezes.

Mais ao detalhe, até mesmo nas propostas apresentadas pelos grupos parlamentares que constituem a maioria do Governo, o PS votou maioritariamente ao lado dos dois partidos do Governo. Num total de 98 propostas, o partido liderado agora por António Costa votou a favor por 70 vezes.

No que toca aos votos contra, a maior recordação do PS para esta legislatura de 2011 a 2015 foi o do Orçamento de Estado de 2012, que marcou uma cisão da bancada socialista com o Secretário-Geral da época, António José Seguro. Alguns dos diplomas que contaram com o apoio do Partido Socialista foram muitas das vezes negociados com o PS, merecendo assim a aprovação do principal partido da oposição.

A bancada socialista passou por momentos de cisão na época das eleições primárias do PS, quando um conjunto de deputados declararam apoio a António Costa e outros se mantiveram ao lado de António José Seguro, numa época de forte debate interno.

Descomplicador:

A bancada parlamentar do Partido Socialista votou maioritariamente ao lado da coligação PSD/CDS, número que se regista até nas propostas entregues pelos deputados dos partidos do Governo. A recusa do Orçamento de Estado em 2012, marcou um período de cisão na bancada.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *