Duarte Cordeiro substitui Ascenso Simões na direcção de campanha do PS

Duarte CordeiroO vice-presidente da Câmara de Lisboa, Duarte Cordeiro é o novo director de campanha do Partido Socialista após a demissão de Ascenso Simões esta manhã, segundo informou o cabeça-de-lista de Vila Real na sua página do Facebook. Duarte Cordeiro dirigiu já as campanhas de Manuel Alegre em 2011 e a de António Costa à autarquia de Lisboa, sendo ainda líder da concelhia de Lisboa do PS.

É um dos “jovens turcos” de António Costa e uma estrela em ascensão dentro do Partido Socialista. Depois de ter liderado a Juventude Socialista e de ser actualmente líder do Partido Socialista de Lisboa, Duarte Cordeiro dirigiu já a campanha presidencial de Manuel Alegre em 2011 e a autárquica de António Costa. Duarte Cordeiro tinha subido a vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa em substituição de Fernando Medina, que passou a presidente com a saída de António Costa.

Com este desafio o jovem líder do PS de Lisboa vai ser substituído na autarquia de Lisboa, sendo a segunda “vítima” da candidatura de António Costa ao Governo. Mauro Xavier, presidente do PSD de Lisboa disse já na sua página do Facebook que “o PS em Lisboa insiste em colocar os Lisboetas em segundo lugar. Depois do António Costa ser presidente em part-time, agora são os vereadores Graça Fonseca e Duarte Cordeiro que preterem Lisboa”.

O Panorama publicou na altura da “investidura” de Duarte Cordeiro como vice-presidente da autarquia um perfil do jovem autarca.

Depois de apelar à calma, Ascenso pede a demissão

Ascenso SimõesA demissão de Ascenso Simões não era esperada nas hostes socialistas apesar das recentes polémicas com os outdoors do Partido Socialista. Horas antes de anunciar a sua demissão de director de campanha do partido, Ascenso Simões tinha colocado um post na sua página do Facebook onde dizia pensar “saber gerir a emergência, saber manter a calma quando todos os outros a perdem”, acrescentando ainda que toda a sua vida tem sido “seguir em frente quando tudo parece menos fácil, assumindo as responsabilidades de quem tem a honra no comando” e garantindo “assumir o fio condutor que nos garanta uma vitória por Portugal”.

Menos de 24h depois o ex-Secretário de Estado de António Costa e agora cabeça-de-lista por Vila Real anunciava então a sua saída de director de campanha do PS, afirmando que “quem é responsável por uma máquina deve assumir todas as falhas que ela demonstra”, acrescentando que “tem pelo país o respeito de sempre ter feito politica assumindo as responsabilidades de a fazer com elevação e decência”.

Ascenso Simões diz-se agora “um simples militante que tudo vai fazer para que o PS se consagre como uma verdadeira força de modernização da economia portuguesa”. Para além da polémica dos cartazes, Ascenso Simões tinha já estado envolvido numa polémica onde pediu aos militantes socialistas para participar numa votação em directo na entrevista de Pedro Passos Coelho na TVI, para que o Primeiro-Ministro obtivesse assim uma avaliação negativa. A mensagem que seria interna acabou por vir a público levando Ascenso Simões a publicar um esclarecimento.

Descomplicador:

Duarte Cordeiro, vice-presidente da Câmara de Lisboa vai substituir Ascenso Simões como director de campanha do Partido Socialista. O cabeça-de-lista por Vila Real sai na sequência da polémica com os cartazes.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *