Berlim não pressiona acordo. Alemanha quer solução definitiva para a Grécia

A Alemanha não está a pressionar a Grécia para finalizar rapidamente o acordo com os credores. O estado-maior de Berlim quer uma solução “exaustiva” e o mais definitiva possível não impondo assim limites temporais às negociações de Alex Tsipras.

Angela MerkelSteffan Seibert, porta-voz da chanceler Angela Merkel disse num encontro com jornalistas que “uma conclusão rápida das negociações seria desejável, mas não devemos esquecer que se trata de um programa de três anos”, acrescentando que é “um programa com uma importante lista de reformas e outras medidas, um programa que deve ser uma base sólida e de longo prazo para se continuar a trabalhar em conjunto”.

Numa altura em que a Grécia parece estar perto de chegar a um acordo com os credores, a Alemanha sublinha que “ser exaustivo” é mais importante do que ser rápido nesta fase da negociação. Na mesma linha está também Schauble, que segundo o seu porta-voz considera que “a qualidade vem antes da rapidez”.

Até ao momento ainda não chegou à Alemanha nenhuma versão do acordo, mas que o país diz estar pronto para analisar assim que for recebido. Berlim não se coibiu ainda assim de afirmar que pretende “um programa orçamental e de financiamento ambicioso, uma estratégia de privatizações credível e uma reforma das pensões durável”.

Os deputados da Alemanha vão ser chamados a votar no seu Parlamento nacional o acordo final entre a Grécia e o FMI, a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o Mecanismo Europeu de Estabilidade.

Descomplicador:

A Alemanha não pressionou a Grécia para alcançar um acordo com os credores, preferindo que o Governo liderado por Alex Tsipras consiga um acordo “exaustivo” e que abranja diversos sectores da economia, não pondo assim em causa mais um programa de resgate.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *