Alemanha lucrou 100 mil milhões com a crise na Grécia

Um estudo divulgado hoje, dia em que a Grécia está perto de assinar o acordo para o terceiro resgate, dá conta que a Alemanha lucrou mais de 100 mil milhões de euros com a crise no país do Sul da Europa. O estudo revela que os Estados Unidos da América, a França e a Holanda também lucraram, embora num grau muito menor.

Financiamento Dinheiro ContasO estudo realizado pelo Instituto de Investigação Económica de Leibniz foi difundido pela Agência France Press, dá conta da poupança que a Alemanha conseguiu com as baixas taxas de juro com as suas obrigações, derivado do receio dos investidores com a dívida grega e que se desviaram assim para o país governado por Angela Merkel.

A economia alemã beneficiou assim “desproporcionalmente” com o receio de investir na Grécia, fazendo valer o seu sólido mercado para garantir grande parte do investimento e assim lucrar directamente com a crise no país do Sul da Europa.

O estudo conclui mesmo que “cada vez que os mercados financeiros souberam de notícias negativas sobre a Grécia, as taxas de juro sobre as obrigações do governo alemão caíram, e cada vez que as notícias foram boas, estas subiram”, revelando assim as vantagens que a Alemanha teve com a crise na Grécia.

No entanto, outros países como os Estados Unidos da América, a França e até mesmo a Holanda lucraram com esta crise, embora “a um nível muito mais reduzido” do que a Alemanha. Os 100 mil milhões que a Alemanha alegadamente poupou com a crise grega, correspondem a 3% do Produto Interno Bruto do país.

Este estudo indica mesmo que a Alemanha só conseguiu um equilíbrio orçamental devido às poupanças nas taxas de juro que garantiu à conta da crise na Grécia.

Descomplicador:

Um estudo divulgado pela France Press dá conta que a Alemanha ganhou 100 mil milhões de euros com a crise na Grécia, afirmando mesmo que o equilíbrio orçamental no país liderado por Angela Merkel só foi conseguido devido à crise grega.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *