Presidente da Guiné-Bissau demite Governo

O presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz demitiu ontem ao final do dia o Governo guineense liderado por Domingos Simões Pereira, evocando “sinais de obstrução à justiça” por parte do executivo. A queda já era esperada depois do Presidente da Republica informar que a remodelação governamental não era suficiente.

Presidente Guiné Bissau José Mário VazO Governo tem revelado preocupantes sinais tendentes a obstruir a realização da justiça, susceptível de pôr em causa a autonomia e independência do judiciário“, foi esta a justificação oficial apontada no despacho de exoneração de Domingos Simões Pereira a que a Agência Lusa teve acesso.

O documento foi divulgado pela Rádio Difusão Nacional pelas 23h locais, perto da meia-noite em Portugal, onde acrescenta que “há uma quebra mútua do vínculo de confiança que permite a subsistência de uma normal relação institucional“.

José Mário Vaz critica ainda o papel recente do Presidente da Assembleia Nacional Popular, bem como o mais recente comunicado do Primeiro-Ministro que “agudizou ainda mais a situação”. Foi o presidente do Parlamento que referiu pela primeira vez o facto de o Governo estar em perigo, após uma reunião que teve com o Presidente da República.

O Presidente da Republica acusou na comunicação que fez ao país horas antes de exonerar o Governo, que o executivo liderado por Domingos Simões Pereira era corrupto, questionando o destino de 85 milhões de euros que entraram nos cofres do estado.

José Mário Vaz afirmou ainda que “pese embora os significativos esforços empreendidos, o primeiro-ministro e o Presidente da República não conseguiram ultrapassar as incompatibilidades de relacionamento institucional“.

Descomplicador:

O Presidente da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz demitiu ontem ao final do dia o Governo liderado por Domingos Simões Pereira, acusando o executivo de corrupção e de obstrução à justiça. O Presidente da Republica questiona o destino de 85 milhões de euros que entraram nos cofres do estado.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *