Tensão na fronteira entre Coreias aumenta

A Coreia do Sul decidiu esta quinta-feira responder ao último ataque da Coreia do Norte. O país vai responder com fogo, concretamente com dezenas de obuses, ao disparo com um rocket a um altifalante seu, segundo o que anunciou o Ministro da Defesa. O altifalante em causa encontrava-se a 60 quilómetros a norte de Seul.

A Coreia do Sul tinha há poucas semanas decidido aumentar a propaganda contra o país vizinho através dos altifalantes situados nas regiões fronteiriças. O motivo para as tensões foram os ferimentos sofridos por dois soldados sul-coreanos após terem pisado minas numa zona supostamente desmilitarizada.

kimO país começou a preparar a retaliação ordenando a evacuação das zonas de fronteira para abrigos. Nesta área residem cerca de 80 habitantes, e até ao momento não há registo de feridos nos ataques de parte a parte.O ministro da Defesa deixou o aviso: “reforçámos o nível de alerta para o máximo e monitorizamos com atenção todos os movimentos do exército da Coreia do Norte”.

A última vez que se tinham registado disparos entre os dois países foi em outubro do ano passado, quando soldados norte-coreanos tentaram passar a fronteira do país vizinho. Na altura, os chefes militares da Coreia do Sul emitiram um comunicado em que ameaçavam o regime de Pyongyang: “as nossas Forças Armadas vão fazer a Coreia do Norte pagar um preço elevado, proporcional à sua provocação”.

Descomplicador:

Avizinham-se tempos de tensão entre as duas Coreias, após a Coreia do Norte ter atingido com um rocket um altifalante que fazia propaganda contra o regime de Pyonyang, na zona da fronteira. A Coreia do Sul já começou a retaliar com disparos de obuses e evacuou a zona de conflito.

Publicado por: Mariana Lima Cunha

21 anos, natural de Oeiras. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós-graduada em Comunicação e Marketing Político pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Jornalista online do Expresso

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *