António Costa quer mais três ministérios que o formato actual

O Secretário-Geral do Partido Socialista pretende criar mais três ministérios caso seja eleito Primeiro-Ministro nas legislativas de 4 de Outubro. O Mar, a Cultura e os Assuntos Europeus são assuntos que vão ganhar relevância numa estrutura liderada por António Costa com a cultura a abranger a área da comunicação social que muda assim novamente de tutela.

António Costa Nossa Senhora da AgoniaA questão da cultura está aliás veiculada no programa eleitoral do Partido Socialista com o restabelecimento do ministério a ser uma promessa eleitoral de António Costa que vê assim o Ministério da Cultura como um motor essencial para “promover uma política cultural coerente e sustentada e como interlocutor privilegiado com as demais tutelas, promovendo, em simultâneo, o trabalho em rede com os centros de decisão locais e regionais e reforçando a sua iniciativa e capacidade”.

Este ministério tem no entanto uma nova área para tutelar, a “a imprensa, a rádio, o audiovisual e os novos média”, passando assim a ser o Ministro da Cultura o responsável pela RTP. Os restantes dois ministérios apesar de não estarem explicitados no programa do PS foram dados a entender por António Costa.

Um deles será relacionado com o Mar e com tudo o que o envolve, nomeadamente turismo, negócios portuários, pesca e investigação cientifica. Actualmente o mar é tutelado pela Ministra da Agricultura, Assunção Cristas. Outras das ideias de António Costa é passar a Secretaria de Estado dos Assuntos Europeus para um ministério.

Actualmente sob a gestão de Bruno Maçães, que tem gerado polémica nas redes sociais, os Assuntos Europeus ganharão assim nova importância num executivo de António Costa, com o responsável pelas relações com Bruxelas a ficar em pé de igualdade com os restantes ministros.

Descomplicador:

António Costa propõe-se a criar mais três ministérios num formato de Governo liderado por si. A Cultura, o Mar e os Assuntos Europeus passarão a ser ministérios e a responder em pé de igualdade com os actuais. O Ministério da Cultura é o único que vem abertamente abordado no programa eleitoral do PS.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *