Militantes do CDS pedem revisão de listas de candidatos às legislativas

Vários conselheiros nacionais do CDS estão a pressionar a direcção do partido para a marcação de um Conselho Nacional extraordinário que possa debater novamente as listas de candidatos a deputados apontados por Paulo Portas. As listas de deputados têm gerado algumas criticas de militantes centristas, umas mais visíveis e audíveis do que outras.

Conselho Nacional CDS Paulo PortasJosé Ribeiro e Castro foi uma das vozes mais críticas da constituição das listas dedicando uma série de artigos num blog acerca de todo o processo, no entanto são já mais os conselheiros nacionais que têm feito chegar à direcção do partido a intenção em convocar uma reunião extraordinária para discutir um conjunto especifico de casos que não agradam à maioria dos centristas.

No entanto e como a entrega das listas tem o limite de 24 de Agosto é assim pouco provavél que existam alterações nos candidatos apontados pelo CDS para a lista da coligação Portugal à Frente. O Conselho Nacional só pode ser convocado de forma extraordinária ou por indicação do partido ou por pedido de 1/5 dos conselheiros nacionais. Este é o orgão máximo do CDS entre os congressos nacionais.

Altino Bessa, presidente da distrital de Braga do CDS, disse ao Jornal de Negócios que concorda com “um pedido ao presidente para que reconsidere as listas de deputados em vários distritos”. O JN cita ainda duas fontes anónimas que defendem que “as listas foram feitas pelos assessores de Paulo Portas que está de saída do partido” e também que “só ficaria bem ao presidente do CDS rever as listas, seria um acto de humildade num partido que está desunido”.

O Negócios diz que os nomes que têm gerado mais reclamações são Raul Almeida em Aveiro, Altino Bessa em Braga, João Gonçalves Pereira em Lisboa, também vereador na autarquia lisboeta e relegado para um lugar não elegível, Teresa Anjinho, apontada inicialmente a Santarém e afastada posteriormente e ainda Miguel Pires da Silva, presidente da Juventude Popular do Porto que foi colocado num lugar de difícil eleição em Coimbra, podendo deixar assim a JP sem representação com o afastamento do ex-presidente, Michael Seufert.

Descomplicador:

Vários conselheiros nacionais do CDS pediram à direcção do partido a revisão das listas de candidatos a deputados, pedindo um Conselho Nacional extraordinário. Altino Bessa, presidente da distrital de Braga e deputado de saída, disse ao Jornal de Negócios concordar com a revisão das listas.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *