António Costa escreve “aos eleitores indecisos”

O Secretário-Geral do Partido Socialista dirigiu hoje através do seu site Costa 2015 uma “carta aos eleitores indecisos”, prometendo “conversar” com os eleitores durante vários capitulos através deste meio.

O ex-Presidente da Câmara Municipal de Lisboa diz que enquanto autarca se habituou a “esclarecer diariamente no terreno as questões com os eleitores”, situação que tem vindo a perder embora diga que o pretende fazer durante a campanha. Ainda assim e para chegar a mais eleitores, António Costa propõe-se agora a debater algumas temáticas através de carta.

Outdoor PS António CostaAntónio Costa começa por fazer um balanço geral dos últimos anos de governação do PSD e CDS, afirmando que “a confiança é essencial para a nossa mobilização coletiva pelo futuro de Portugal”, pretendendo assim esclarecer o máximo de propostas com os eleitores portugueses.

O candidato a Primeiro-Ministro pelo Partido Socialista defende que “vale a pena votar”, afirmando que as próximas eleições são decisivas por quatro motivos. O primeiro motivo alegado por António Costa é “vencer a depressão, a descrença, a resignação um sentimento de decadência nacional e reconstruirmos um sentimento de esperança coletiva no nosso futuro”, pretendendo assim “partir para um novo ciclo”.

O segundo motivo aponta por António Costa é a diferença de modelos “de desenvolvimento e do estado social”, face às propostas de privatizações e de “destruição do estado social” da coligação PSD/CDS.

De seguida, Costa aponta a “necessidade de virar de página e investir na economia”, pondo assim fim à afamada austeridade e por fim, a necessida de “reassumir uma postura activa na Europa,  sem submissão nem aventureirismos, que nos permita retomar a convergência e fortalecer a nossa posição no euro”.

António Costa vai agora dedicar uma carta a cada um destes quatro motivos, que serão divulgadas durante os próximos dias no seu site de campanha costa2015.pt

Descomplicador:

António Costa lançou uma “carta aos eleitores indecisos”, onde aponta quatro motivos para votar nas próximas eleições, indo reservar os próximos dias para falar sobre cada motivo em especifico.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *