Francisco Louçã espera nova crise em quatro anos

O ex-líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, disse no Fórum Socialismo, iniciativa de formação politica do Bloco que “nos próximos quatro anos a Europa não se vai livrar de uma nova crise financeira” que no entender do professor universitário de economia no ISEG será “a mais grave porque nos países europeus acumulou-se desemprego”.

Francisco LouçãNo entender de Francisco Louçã a próxima crise será ainda mais grave tendo em conta “que se acumulou desemprego” nos países europeus, estando assim a população fragilizada para enfrentar uma próxima crise que no máximo “dentro de quatro anos vai despontar novamente”.

Louçã deu como um dos exemplos a “estes anúncios de pânico nas bolsas por causa do crescimento chinês ser só 6%”, acrescentando que assim a crise “não pode deixar de vir, se não é que já está a caminho”, deixando no ar o alerta. O Fórum Socialismo foi a iniciativa de rentrée politica do Bloco de Esquerda.

O ex-coordenador do Bloco de Esquerda e fundador da corrente socialista no partido defendeu ainda que “essa política, que ocupa o essencial da representação democrática para uma resposta de esquerda contra esta agressão, é a única hipótese que a Europa e Portugal têm neste contexto de poder falar com a sua voz e de poderem resolver os problemas de quem tem sido arrastado neste turbilhão da crise”.

O economista criticou ainda a Universidade de Verão do PSD que contou com o banqueiro Horta Osório, sobre o qual referiu que “nós já tivemos o melhor gestor do mundo mas este tem mais brilhantina. Horta Osório explicou aos jovens laranja que já estamos a viver dentro das nossas possibilidades. Horta Osório recebeu em 2014 um salário de 15,6 milhões de euros, ou seja, cerca de dois mil anos do salário médio nacional”.

Descomplicador:

Francisco Louçã, ex-coordenador do Bloco de Esquerda e economista, defendeu que “nos próximos quatro anos chegará à Europa uma nova crise”, acrescentando ainda que será a mais grave “devido à elevada taxa de desemprego nas populações europeias”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *