Três grandes jogam no dia das eleições. CNE lamenta a situação

Benfica, Sporting e FC Porto vão jogar no Domingo, dia 4 de Outubro segundo o calendário disponibilizado recentemente pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional. A estrutura liderada pelo ex-árbitro Pedro Proença publicou depois um comunicado a justificar esta calendarização e a Comissão Nacional de Eleições lamenta a “falta de sensatez”.

A liga portuguesa informa no comunicado que difundiu após a polémica que agendou todos os encontros para dia 3 de Outubro, mas que devido às competições europeias, algumas equipas pediram para jogar um dia mais tarde, entre elas o Benfica, o Porto e o Sporting.

Liga Futebol PortugalO Futebol Clube do Porto e o Benfica jogam a horas em que as urnas ainda se encontram abertas e o Sporting joga já depois do fecho dos locais de voto. Ainda no comunicado difundido a estrutura liderada por Pedro Proença acrescenta que “a Liga Portugal solicitou e instruiu as Sociedades Desportivas em questão, no sentido de tomarem as devidas diligências, com relação aos cidadãos recenseados que integram as suas equipas, bem como todos os agentes que participam nos referidos jogos”, bem como apela a “todos os adeptos que pretendam deslocar-se para verem as suas equipas que não deixem de exercer o Seu direito e dever de voto”.

A Comissão Nacional de Eleições reagiu já à situação através do seu porta-voz, João Almeida que disse que “apesar de não ser proibido é pouco sensato”. João Almeida esclareceu que a lei não impede o decorrer de actividades correntes, mas que esta será a primeira vez que tal situação vai acontecer na história da democracia portuguesa.

O porta-voz da CNE acrescenta que “haverá algumas centenas de pessoas que porventura já estariam pouco motivadas para irem votar e agora vão preferir acompanhar a sua equipa”. Os estádios que vão albergar os encontros de Domingo, dia 4 de Outubro têm no seu conjunto capacidade para 102.579 pessoas, sendo que um dos encontros será disputado na Madeira.

Liga tem três ex-presidentes ligados à actividade politica

Não fossem as movimentações dos últimos anos e quase todos os presidentes da Liga Portuguesa de Futebol Profissional teriam ligados ao mundo politico. Valentim Loureiro, o presidente que esteve mais tempo em exercício, foi um histórico presidente da Câmara Municipal de Gondomar, eleito pelo PSD e mais tarde como independente.

Também do PSD é Hermínio Loureiro, que foi presidente da estrutura e deputado, ex-Secretário de Estado no Governo de Santana Lopes e ainda Presidente da Área Metropolitana do Porto e da autarquia de Oliveira de Azeméis. Por fim, Luis Duque, foi deputado eleito pelo CDS e ainda vereador na Câmara Municipal de Sintra.

Descomplicador:

Benfica, FC Porto e Sporting vão jogar para o campeonato no Domingo, dia 4 de Outubro, dia em que os portugueses são chamados às urnas para escolher o próximo Governo. A Comissão Nacional de Eleições diz que a situação revela “falta de sensatez”, mas nada pode fazer para impedir.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *