“Depois da II Guerra 60 milhões de pessoas foram refugiados europeus” lembra Juncker

Jean Claude Juncker abordou hoje a fundo a questão dos refugiados, num discurso proferido no Estado da Unida, frente ao Parlamento Europeu. Uma hora do seu discurso foi dedicada à questão dos refugiados, com o Presidente da Comissão Europeia a pedir o envolvimento de todos os países sem excepção.

Jean Claude JunckerPerante as centenas de eurodeputados presentes na sessão, Juncker disse que “estamos a falar de 160 000 que os europeus têm a responsabilidade de receber nos seus braços, e desta vez espero que todos estejam a bordo, sem poemas nem retórica, acção é o que é preciso neste momento”, relembrando que “já esquecemos que depois da II Guerra Mundial 60 milhões de pessoas foram refugiados europeus”, referindo-se aos polacos e aos húngaros.

A referência a estes dois povos não foi ao acaso, tendo em conta que a Polónia e a Hungria têm criticado o sistema de acolhimento aos refugiados. O ex-PM do Luxemburgo, agora presidente da Comissão Europeia reforçou ainda que “apesar de não podermos acolher toda a miséria do mundo, os refugiados que vêm para a UE representam apenas 0.11% da população da União”.

Jean Claude Juncker considerou ainda que “a imigração tem de ser legalizada”, prometendo um pacote completo sobre o tema para o inicio de 2016 de forma a que a União Europeia capte “talentos de todo o mundo” e referindo que a população europeia está cada vez mais envelhecida.

O Presidente da Comissão Europeia perguntou ainda em Estrasburgo perante o Parlamento Europeu que se “estamos a lutar contra o Estado Islâmico, porque não aceitaremos o que estão a fugir dele?”.

Descomplicador:

Jean Claude Juncker, Presidente da Comissão Europeia dedicou o seu discurso do Estado da União à questão dos refugiados, pedindo a colaboração de todos os países sem excepção e recordando que “depois da II Guerra 60 milhões de pessoas foram refugiados europeus”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *