Nova sondagem: a vantagem de 5 pontos para a coligação ou o empate técnico de Pedro Magalhães

O Jornal de Negócios e o Correio da Manhã divulgaram hoje uma nova sondagem levada a cabo pela Aximage que dá conta de uma vantagem da coligação Portugal à Frente, de 5,6% face ao Partido Socialista. Esta é a primeira sondagem que mostra a coligação acima do PS com uma larga vantagem, mas o politólogo Pedro Magalhães publicou no seu blog uma análise à sondagem indicando que a mesma aponta novamente para um empate técnico.

Na sondagem da Aximage, o Partido Social Democrata e o CDS aparecem com 38,9% das indicações de voto e o Partido Socialista com 33% das intenções de voto dos inquiridos. O PS de António Costa cai neste inquérito dos 38 para os 33%. A coligação sobe cerca 1,1%.

Sondagem Correio da Manhã Setembro 2015Em sentido de subida estão também a CDU, que passa dos 7,5 para os 8,5% e o Bloco de Esquerda, com 4,6, mais 0,6% face à sondagem do mês de Julho. Neste estudo a abstenção situa-se na casa dos 36,2% e os indecisos nos 2,9%.

Esta é também a primeira sondagem que aponta Passos Coelho como o líder preferido dos portugueses para ser Primeiro-Ministro, com 39,4% face aos 37,7% de António Costa.

A última sondagem divulgada indicava o Partido Socialista um ponto à frente da coligação, ainda assim com os mesmos 38% que indica agora este estudo da Aximage. Para a realização deste estudo foram realizadas 607 entrevistas telefónicas, entre 4 e 7 de Setembro.

Pedro Magalhães esclarece dados da sondagem

Pedro MagalhãesEntretanto o politólogo Pedro Magalhães, ex-director do Centro de Estudos de Sondagens e Opinião Pública da Universidade Católica e actual investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, publicou no seu blog um esclarecimento aos dados do estudo divulgado pelo Correio da Manhã e pelo Jornal de Negócios.

Segundo Pedro Magalhães, “na Eurosondagem, a diferença entre PS e coligação não é, evidentemente, estatisticamente significativa. Na Aximage, apesar de ser uma vantagem de quase 6 pontos para a coligação PSD/CDS, a amostra tem 602, aparentemente 36% abstêm-se, a estimativa baseia-se portanto em 384 pessoas, pelo que consigo retirar daqui”, clarificando que “a margem de erro da diferença entre as proporções .389 e .333 é de .085 e a diferença (.056) está dentro dela”, concluindo que “na Aximage também temos um “empate técnico”, embora não pareça, bem sei”.

O especialista em sondagens afirma ainda que “a principal diferença entre Eurosondagem e Aximage é que a descida do PS e a subida da coligação são graduais na primeira desde Maio, enquanto que, na segunda, a maior parte da mudança, especialmente a descida do PS, dá-se de Julho para Setembro”.

Ainda assim Pedro Magalhães não deixa de avisar que “pegando na informação em conjunto, hoje não é possível dizer que uma lista tem vantagem sobre outra, mas já do ponto de vista das tendências, ambas as empresas indicam uma subida da coligação e uma descida do PS”, acrescentando que “só os timings dessa mudança variam”.

Descomplicador:

Uma sondagem divulgada pelo CM e pelo JN dá uma vitória para a coligação PSD/CDS com 38,9% face aos 33% do Partido Socialista. O politólogo Pedro Magalhães esclarece no entanto que esta sondagem e a divulgada anteriormente pela Eurosondagem indicam ambas um empate técnico, mas com tendência de descida para o PS.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *