Standard&Poors sobre rating da dívida portuguesa

A agência de rating Standard&Poors subiu hoje o rating da dívida pública portuguesa para o nível BB+, apenas a um nível de deixar o grau “lixo”. A informação foi avançada esta tarde pela comunicação social. A agência de rating subiu o nível da divida portuguesa devido “à nossa perspectiva sobre a estável recuperação económica de Portugal, apoiada pela melhoria gradual das condições no mercado de trabalho”.

Rating Divida Standard PoorsA Standard&Poors acredita também que após as eleições legislativas o grau de confiança se irá manter em níveis idênticos aos actuais, aplaudindo também o esforço de consolidação orçamental que tem vindo a ser levado a cabo e que “ajudou a abrandar a trajectória de subida da dívida pública”.

Ainda assim a agência de notação financeira alerta para a dívida pública que pelas contas da Standar&Poors é de 124% do PIB, um valor considerado ainda muito elevado. Os analistas da agência deixam também um conjunto de considerações sobre as eleições de Outubro, afirmando que “apesar das eleições poderem resultar num cenário político mais fragmentado, continuamos a pensar que desvios significativos ou reversões das políticas são improváveis”.

A Standar&Poors acredita que “reflectindo um consenso político relativamente forte e, até à data, a ausência de novos partidos populistas que poderiam ameaçar a tradicional tendência pró-europeia dos partidos políticos portugueses”, é um factor de estabilidade para as finanças do país.

Descomplicador:

A agência de rating Standard&Poors subiu o nível da dívida portuguesa para BB+, ficando assim a apenas um nível de sair do grau de “lixo”. Esta subida dá-se devido ao “esforço de consolidação orçamental” e por acreditar que “apesar das eleições poderem resultar num cenário político mais fragmentado, continuamos a pensar que desvios significativos ou reversões das políticas são improváveis”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *