Eleições na Grécia em 2015 custam mais de 110 milhões

As três eleições que a Grécia organizou já este ano tiveram um custo superior a 110 milhões de euros, tendo as de Janeiro sido as mais caras. Depois das eleições que tornaram Alex Tsipras Primeiro-Ministro grego, a Grécia realizou um referendo e agora com a saída antecipada de Tsipras, outras legislativas, gastando 110,7 milhões de euros só em actos eleitorais este ano.

GréciaAs eleições que se realizaram hoje têm, segundo o Ministério do Interior, um custo de 33,5 milhões de euros, um valor ainda assim abaixo das eleições de Janeiro, que custaram aos cofres do estado 51,1 milhões. O referendo foi das três eleições gerais a que saiu mais em “conta”, tendo tido um custo de 26,7 milhões de euros.

Ainda assim o que têm causado preocupação nos principais protagonistas gregos é o facto de as eleições de hoje poderem obrigar à marcação de um novo acto, devido às sondagens que têm indicado uma vantagem pouco esclarecedora qualquer que seja o vencedor desta noite.

Primeiras sondagens dão vitória ao Syriza

As primeiras sondagens à boca das urnas revelaram já uma vitória para o Syriza, com percentagens entre os 30 e os 34%, com a Nova Democracia a ficar pelos 28,5 a 32,5%. Ainda segundo os primeiros dados, o partido Aurora Dourada, um partido com tendências neo-nazis.

Entretanto o Syriza informou já através da sua porta-voz que vai formar Governo no prazo definido na lei (três dias), reclamando assim a vitória nestas eleições. O partido dos dissidentes do Syriza, a Unidade Popular pode nem chegar ao Parlamento, caso não consiga 3% dos votos, sendo que as sondagens apontam para algo entre os 2,5 e os 3,5%.

Descomplicador:

As três eleições que decorreram na Grécia este ano custaram já ao estado mais de 110 milhões de euros, com as eleições de Janeiro a reclamarem o primeiro lugar, com um custo total de 51 milhões de euros. O referendo foi o sufrágio que saiu mais em “conta” aos cofres do estado.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *