Ministra da Defesa alemã acusada de plagiar tese

Mais uma polémica em torno do governo de Angela Merkel. A ministra da Defesa da Alemanha, Ursula von der Leyen, está a ser acusada de ter cometido plágio na sua tese de doutoramento em 2011 em medicina pela Universidade de Hannover. Esta é já a terceira suspeita de plágio em teses que recai sobre ministros do executivo alemão desde que Angela Merkel chegou ao poder. Nos dois casos anteriores os ministros acabaram por pedir a demissão.

ursula von der leyenA suspeita é lançada pela plataforma online VroniPlag, que analisou um total de 62 páginas do trabalho realizado por Ursula von der Leyen. Segundo a revista alemã Der Spiegel, que teve acesso à pesquisa, foi descoberto “plágio em 43,5% das páginas analisadas pelo VroniPlag”. A plataforma online que se especializou na análise de teses dos actores políticos da Alemanha fornece uma informação ainda mais detalhada afirmando que “no trabalho de von der Leyen há 23 comentários onde não é citada a fonte”. Esta informação “representa um antecedente muito perigoso”, adianta a Der Spiegel.

Um porta-voz do Ministério da Defesa alemão informou a comunicação social que a ministra está ao corrente da investigação desde Agosto e não se opôs a que a pesquisa perseguisse dando até autorização à universidade para que o acesso à tese fosse facilitado a entidades independentes.

Em 2013 a então ministra da Educação da Alemanha, Annete Schavan, foi alvo de uma acusação similar e pediu a demissão. Mas já em 2011, Karl-Theodor Von Guttenberg, também ministro da Defesa e promissor político alemão, tinha renunciado ao seu cargo depois de o mesmo VroniPlag ter descoberto tinha copiado artigos de imprensa e textos publicados na web da embaixada dos Estados Unidos.

Ursula von der Leyen é vista como uma política muito ambiciosa e há até quem a coloque numa boa posição para suceder a Angela Merkel. Caso se confirmem as conclusões da investigação que está a ser levada a cabo pelo VroniPlag o percurso da ministra pode estar agora em causa.

Esta polémica vem alimentar a crise interna que a Alemanha está a viver. Recorde-se que a par desta informação veiculada pelo VroniPlag o país germânico está a lidar com a polémica em torno da VolksWagen e ainda com o drama dos refugiados.

Descomplicador:

A ministra da Defesa da Alemanha é acusada de ter cometido plágio na sua tese de doutoramento. É a terceira ministra alemã ao longo dos mandatos de Angela Merkel que é acusada de plagiar a tese. Esta polémica vem agravar a a situação na Alemanha, que enfrenta o drama dos refugiados e lida com o caso da VolksWagen, que tem marcado os últimos dias.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH – Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *