Desemprego cresce 0,1% de Julho para Agosto

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou esta terça-feira os dados relativos ao mercado de trabalho no passado mês de Agosto. Numa curta publicação no portal online do INE é possível verificar que o desemprego nesse mês se situou nos 12,4%, registando assim um aumento de o,1% face ao mês anterior, o de Julho.

Instituto Nacional Estatistica INEA par destes dados foram revelados também os números que dizem respeito ao número de pessoas que se encontra empregada. Neste apartado, Portugal registou uma queda de 0,8% do mês de Julho para o mês de Agosto. Em ambos os casos as alterações registadas não foram muito substanciais mas contrariam a tendência registada nos meses anteriores.

Na conclusão da nota lançada esta manhã, o INE adverte para o facto de os valores terem sido “previamente ajustados à sazonalidade”, típica nos meses de verão.

Ao nono dia de campanha eleitoral e a menos de uma semana para as eleições legislativas, estes dados são mais negativos para a coligação Portugal à Frente, que ainda ao longo desta terça-feira deve reagir aos dados mais recentes do INE.

Este tema foi um dos grande destaques dos debates televisivos entre os líderes partidários. À esquerda criticou-se o facto de o Governo “implementar estágios” e “criar postos de trabalho precários”, fugindo assim aos cálculos levados a cabo pelo INE, e relembrou-se que há “portugueses desencorajados”, que não trabalham e não se sentem motivados para encontrar emprego. À direita foi reconhecido que os valores são ainda elevados mas valorizou-se o facto de a tendência dos últimos anos ter sido a descida da taxa de desemprego e a subida do número de postos de trabalho criados.

Descomplicador:

O Instituto Nacional de Estatística revelou esta terça-feira os dados relativos ao emprego registados no mês de Agosto. Em comparação com o mês anterior verificou-se um aumento de 0,1% da taxa de desemprego, que agora se situa nos 12,4%, e uma descida de 0,8% no número de pessoas que se encontram empregadas.

 

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *