Cavaco já traçou cenário. Esquerda critica e direita confia

O Presidente da Republica, Anibal Cavaco Silva disse à imprensa ter já traçado um cenário para aquilo que possa acontecer na noite de 4 de Outubro, dia em que irão decorrer as eleições legislativas. A CDU e o Bloco de Esquerda vieram já criticar estas declarações do Presidente da Republica, enquanto Pedro Passos Coelho disse “confiar” na decisão de Cavaco Silva.

Cavaco SilvaA porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins desabafou que “Cavaco Silva tem sido parte dos problemas e é natural que queira continuar a sê-lo”, dizendo ainda no final da visita ao ACE – Teatro do Bolhão que “o fantástico da democracia é que no Domingo o voto de Cavaco Silva vale tanto como o voto de qualquer outro português”.

Já Jerónimo de Sousa, cabeça-de-lista da coligação entre o PCP e o Partido Ecologista Os Verdes, acusou Cavaco Silva de ter “desprezo” por quem decide no Domingo, “o povo português”. Jerónimo de Sousa criticou a “situação intolerável que já tenha definido os cenários, as perspetivas, as decisões, independentemente do resultado das eleições ainda não estar apurado, porque o povo português ainda não votou”.

Jerónimo de Sousa disse “não fazer cenários” mas sim “esperar pelos resultados”, acrescentando ainda que o objectivo principal de Cavaco Silva é “salvar a politica de direita”.

Por outro lado, Pedro Passos Coelho, ainda Primeiro-Ministro e líder da coligação Portugal à Frente diz “confiar na metodologia de Cavaco Silva”, acrescentando que “o facto de ele não ter sido mais específico no que irá fazer não me gera nenhum desconforto“. Para Passos Coelho, “o pensamento e maneira de trabalhar de Cavaco Silva dão-me a garantia de que vai gerir o processo com respeito pelas regras e de forma transparente”.

Descomplicador:

A esquerda criticou as declarações de Cavaco Silva, que disse ter já traçados cenários para a noite eleitoral, com por outro lado, Pedro Passos Coelho a mostrar-se “tranquilo na metodologia do Presidente da Republica”. As maiores criticas vieram de Catarina Martins e Jerónimo de Sousa.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *