Marcelo diz que “o argumento de que há uma maioria à esquerda” pode surgir

Em reação às projeções lançadas às 20h pelas televisões, Marcelo Rebelo de Sousa foi o primeiro a comentar na TVI ao lado de Judite de Sousa: “estas projeções não são ainda os resultados (…) mas dão resposta àquelas interrogações que eu coloquei”, disse o professor. Isto é: as sondagens não estavam tão erradas – “se for assim, estavam próximas da realidade” -, se há ou não maioria absoluta – “estas projeções [da TVI] apontam para isso, mas temos de ver porque isso faz diferença em número de mandatos e em composições possíveis”, afirmou.

Marcelo Rebelo SousaMarcelo referiu uma “estabilização” da CDU e uma subida “significativa” do Bloco de Esquerda, partido que já reagiu, na voz de Mariana Mortágua, “muito inteligente”, classificou o professor na TVI, uma vez que celebrou o crescer do BE mas condenou a possível vitória da direita em Portugal.

De acordo com Marcelo Rebelo de Sousa vê dois cenários possíveis: Pedro Passos Coelho como primeiro-ministro com maioria ou sem mas próximo de a ter, com o PS a viabilizar esse governo, relembrando o professor do caso do governo de António Guterres.

Caso a coligação fique mais longe da maioria e mais perto do PS, pode “vir o argumento de que há uma maioria à esquerda”, refere Marcelo, lembrando que o PS pode vir a governar, caso a esquerda se una para inviabilizar o governo de direita e viabilize, na Assembleia da República, um governo “ainda mais minoritário” de António Costa.

Descomplicador:

Marcelo Rebelo de Sousa disse num primeiro comentário na TVI que a esquerda pode tentar utilizar a maioria parlamentar para formar Governo. O comentador referiu ainda a fiabilidade das sondagens que “não se revelaram assim tão erradas”.

xmlxpo@grandmamail.com'
Publicado por: Tiago Varzim

Nasceu na Póvoa de Varzim mas fez toda a sua vida em Barcelos. Agora é em Lisboa que dá os primeiros passos no jornalismo. Estudante de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Colabora com vários sites, entre eles o Panorama.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *