Media internacionais destacam vitória da coligação e da austeridade

As eleições legislativas portuguesas que ocorreram este domingo tiveram destaque um pouco por todo o mundo. Desde os media espanhóis até ao outro lado do atlântico a vitória da coligação Portugal à Frente foi vista como uma vitória do conservadorismo e da austeridade. O facto de Passos Coelho ter perdido a maioria absoluta foi também motivo de relevo nos meios de comunicação social internacionais.

Paulo Portas Pedro Passos CoelhoAqui ao lado, em Espanha, o “El Mundo” fala da aprovação da austeridade na noite eleitoral de ontem e acrescenta que houve uma vitória da coligação “conservadora” PSD/CDS-PP. O diário espanhol afirma que Passos Coelho aplicou as medidas da troika “com dureza” e sublinha que Portugal “retrocedeu dez anos na qualidade de vida”.  Outro jornal diário castelhano, o “El País”, não só destaca a vitória de Passos Coelho e da sua política de austeridade como dedica mias dois artigos no sua plataforma online ao acto eleitoral de ontem: um perfil de Passos Coelho, onde compara o Primeiro-Ministro português a “um farmacêutico que lê as receitas, dá os medicamentos ao seu paciente e aconselha a melhor forma de os administrar, sem esquecer as contra-indicações”; e uma peça onde se compara a situação de Portugal com Espanha, onde as sondagens “também dão a vitória ao partido do Governo”.

Em França, o “Le Figaro” escreve que a direita ganhou e classifica o resultado socialista como uma “larga derrota”. O diário francês refere ainda o facto de a coligação PàF ter perdido a maioria absoluta. O mesmo dado é destacado no britânico “The Guardian”, que fala de uma vitória da “coligação pró-austeridade”  numas eleições que “eram vistas como um referendo às medidas de austeridade”.

Já fora da Europa e com o Atlântico pelo meio, o “The New York Times” escreve que a vitória de Passos Coelho pode ser comparada à de David Cameron, já que se tratam de dois líderes conservadores que “beneficiaram de uma recuperação económica”. O jornal americano não se esquece ainda assim de que esta vitória pode não trazer estabilidade política ao país.

Descomplicador:

As eleições legislativas portuguesas deste domingo tiveram eco na imprensa internacional. Um pouco por todo o mundo os meios de comunicação social deram destaque à vitória de Passos Coelho. Aos olhos internacionais a austeridade acabou por ser aprovada pelo povo português.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *