Forças iraquianas atingem caravana do líder do Estado Islâmico

Estado Islâmico 3As forças iraquianas anunciaram este domingo em comunicado que a caravana onde seguia o líder do autoproclamado Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, foi bombardeada. Nesta ação foram vários os comandantes do grupo radical sunita que morreram mas nenhum deles, segundo fontes hospitalares, se trata de al-Baghdadi. Até agora não foi possível confirmar o estado de saúde do líder do grupo.

Na nota enviada pelas forças iraquianas não é esclarecido o momento em que o ataque ocorreu e não é possível conferir se o líder do grupo foi ou não atingido. Uma das informações que o comunicado avança é o local do bombardeamento: uma localidade próxima do rio Eufrates e da fronteira entre a Síria e o Iraque. Mais adianta a nota que o ataque foi feito através de meios aéreos.

Não é a primeira vez que as forças iraquianas avançam com informações deste tipo. Já no passado alegaram ter atingido a comitiva do Estado Islâmico e já chegaram mesmo a proclamar a morte do líder do grupo. No entanto, essas alegações nunca foram confirmadas e houve mesmo uma ocasião em que uma gravação de voz do próprio al-Baghdadi desmentiu esse facto.

Segundo o comunicado, a caravana seguia para “Karbala, para uma reunião de líderes” do Estado Islâmico. As forças iraquianas anunciam ainda que este ataque ocorreu em colaboração com o Ministério do Interior do Iraque e com o  centro de comando de operações. Este último conta com um grupo de conselheiros militares da coligação internacional, cuja liderança é assumida pelos Estados Unidos.

O combate ao Estado Islâmico tem sido um dos motivos de maior preocupação de vários países nos últimos tempos. O drama dos refugiados tem grande parte da sua origem neste conflito e tem aumentado a urgência de encontrar uma resposta adequada.

No mês passado a França começou a sobrevoar a Síria para atacar alvos do grupo sunita assim como a Rússia tem bombardeado nos últimos dias territórios sírios debaixo da premissa do combate ao EI. As forças russas têm sido internacionalmente acusadas de estar a colaborar com o Presidente da Síria, Bashar al-Assad, provocando a morte de civis – incluindo crianças -, em vez de combater as forças do Estado Islâmico.

Descomplicador:

As forças iraquianas anunciaram ter atingido a caravana onde seguia o líder do Estado Islâmico. O ataque aéreo vitimou vários comandantes do grupo mas não foi ainda possível apurar o estado de saúde de Abu Bakr al-Baghdadi. O bombardeamento aconteceu num local próximo da fronteira entre a Síria e o Iraque.

Publicado por: José Pedro Mozos

22 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Socia e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Foi comentador num programa da rádio da sua faculdade sobre actualidade política; editor de música da ESCS Magazine e escreveu para o site Bola na Rede. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, é jornalista na SIC Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *