Maria de Belém apresenta candidatura “para disputar a vitória”

Maria de BelémA apresentação da candidatura de Maria de Belém à Presidência da República estava marcada para a mesma hora que a reunião entre a PàF e o PS: 18h00. Mas tal encontro não impediu centenas de pessoas de encherem uma das salas de conferência do Centro Cultural de Belém (CCB) para assistir a formalização da candidatura da ex-Presidente do PS.

Na sua intervenção, Maria de Belém revelou que pretende “disputar a vitória”, arrancado fortes e longos aplausos da parte dos ouvintes. A ex-deputada alegou que a ideia de se candidatar “foi amadurecida durante muito tempo” e que decidiu avançar devido a um “imperativo patriótico” e a “um impulso de cidadania”.

Quanto ao papel da função de Presidente da República, Maria de Belém entende que o cargo exige independência e capacidade de entender o que os cidadãos pretendem: “Portugal precisa de um Presidente que saiba ser independente, saiba interpretar a vontade do povo e dar voz às pessoas mais frágeis da nossa sociedade”. A ex-dirigente socialista sublinhou ainda que o Presidente deve ter como único programa a Constituição portuguesa, deixando de parte “agendas e programas” partidários.

A agora candidata à Presidência da República analisou ainda o estado actual do país e falou das temáticas a que dará prioridade caso vença as eleições. Destacou como principais preocupações a desigualdade salarial entre homens e mulheres, a pobreza infantil e a falta de investimento na ciência e na inovação.

A candidata já havia anunciado que pretendia concorrer às eleições presidenciais do próximo ano, mas a oficialização ficou agendada para depois das legislativas do passado dia 4. Ao anunciar a sua candidatura, Maria de Belém deu o tiro de partida para o longo caminho que tem de percorrer até Janeiro do próximo ano, altura em que os portugueses vão decidir quem será o futuro ou futura Presidente da República.

Entre a plateia foi possível encontrar várias caras conhecidas do Partido Socialista. Manuel Alegre, Almeida Santos, Eurico Brilhante Dias e Jorge Coelho foram algumas das personalidades que marcaram presença esta tarde no CCB. Maria de Belém junta-se assim a uma longa lista de candidatos, entre os quais se contam Marcelo Rebelo de Sousa ou António Sampaio da Nóvoa.

Descomplicador:

Maria de Belém oficializou esta terça-feira a sua candidatura à Presidência da República. Perante uma sala de conferências de CCB completamente cheia, a ex-dirigente socialista afirmou que a sua candidatura pretende “disputar a vitória” e falou ainda da importância de Portugal ter “um Presidente independente” que saiba ouvir os cidadãos. Entre o público foi possível identificar várias personalidades socialistas importantes como Manuel Alegre ou Almeida Santos.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *