Debate democrata: Hillary Clinton e Bernie Sanders saem reforçados

O primeiro debate dos candidatos às primárias do Partido Democrata aconteceu esta madrugada em Las Vegas. Os cinco candidatos discutiram temas internacionais e, sobretudo, nacionais durante pouco mais de duas horas e meia. Transmitido pela CNN e com moderação de Anderson Cooper, o debate teve como grandes destaques da noite Hillary Clinton e Bernie Sanders, que se distanciaram dos restantes três candidatos.

hillary debateÀ partida para este debate a cinco, Hillary Clinton era quem estava em melhor posição nas sondagens, reunindo 56% das preferências democratas. Em segundo lugar surgia Bernie Sanders com cerca de 32%. Juntos, reúniamm quase 90% das intenções de voto, o que os colocava bem à frente de Martin O’Malley, Jim Webb e de Lincoln Chafee. Depois da noite de ontem a distância deve continuar a aumentar.

No que à discussão política diz respeito, os temas quentes foram sobretudo a política externa, o uso de armas nos Estados Unidos, o papel da mulher e ainda as alterações climáticas. Hillary Clinton mostrou a intenção de alterar a facilidade com que os americanos podem usar armas de fogo e recordou que todos os dias há “90 pessoas vítimas” de ataques com armas, sublinhando a importância de travar esta situação. Hillary Clinton falou do facto de ser mulher e de querer combater as desigualdades entre géneros que ainda existem na sociedade norte-americana, usando assim um dos argumentos que mais força vai ter ao longo da campanha.

Sanders afirmou ser contra o capitalismo, referindo que vê o sistema beneficiar demasiado aqueles que têm mais poder e prejudicar os que têm menos, assumindo mesmo que pretende acabar com estas desigualdades e com a corrupção. Em seu favor, o candidato afirmou ser “o único em palco que não é bilionário”, tentando dar mais força ao seu argumento. Sanders concluiu ainda que o maior problema dos Estados Unidos se prende com a alteração climática e não com questões económicas. O candidato alegou ainda que “provavelmente votaria sim” num referendo sobre a legalização da Marijuana em Nevada – questão em que Hillary Clinton foi pouco conclusiva.

Apesar do confronto, um dos grandes momentos do debate foi a altura em Sanders saiu em defesa de Hillary Clinton. O candidato afirmou estar cansado da discussão em torno dos e’mails da candidata, uma das polémicas que tem marcado a pré-campanha dos democratas. Sanders pediu que se discutissem “os assuntos realmente importantes” e que se parasse de falar dos “malditos e’mails” de Hillary Clinton. Esta atitude valeu um aperto de mão entre ambos os candidatos.

Este foi o primeiro debate do Partido Democrata, depois de os republicanos já terem protagonizado um debate que ficou marcado pelo polémico candidato Donald Trump. O próximo debate democrata vai ter lugar daqui a um mês: dia 14 de Novembro. Desta feita será transmitido pela CBS.

Descomplicador:

Os candidatos a Presidente dos Estados Unidos do Partido Democrata tiveram ontem o primeiro debate entre eles. Ao todo, são cinco os nomes que assumiram a vontade de concorrer às eleições presidenciais do próximo ano. Depois da noite de ontem, Bernie Sanders e Hillary Clinton assumem-se como os principais favoritos para virem a representar os democratas na corrida à Casa Branca.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *