96 artistas e políticos assinam petição de apoio a Luaty Beirão

Ficou esta segunda-feira conhecida mais uma petição que pede liberdade para Luaty Beirão. Desta vez, um total de 96 personalidades, entre as quais se contam maioritariamente atores e políticos, juntaram-se para exigir a libertação do rapper luso-angolano assim como dos restantes catorze ativistas angolanos. Os signatários deste documento apelam ainda à intervenção do Governo português neste caso.

Luaty BeirãoNa petição está explicita a ideia de que o Executivo de Portugal não pode continuar sem intervir devido ao facto de Luaty Beirão não ser apenas angolano mas também português. Pode ler-se na abertura do texto que “é obrigação constitucional, ética e moral do Governo português não permitir” que o ativista luso-angolano morra na sequência da greve de fome que tem levado a cabo ao longo dos últimos 29 dias. Os signatários não ignoram a complexidade dos assuntos diplomáticos entre Portugal e Angola que até agora têm limitado a posição do Governo português mas consideram que “nenhum valor pode erguer-se acima da defesa dos Direitos Humanos”. Nesse sentido exigem que o Executivo de Portugal tome uma posição pública que defenda a liberdade imediata de Luaty Beirão.

A luta do jovem ativista tem sido noticiada um pouco por todo o mundo e foram já várias as manifestações de apoio que recebeu tanto em Portugal e como em Angola. Numa nota presente no texto da petição é ressalvada a posição de Luaty Beirão recusar a intervenção das autoridades portuguesas por estar a lutar pelo povo angolano, querendo por isso ser tratado como um cidadão de Angola. Tendo em conta este fator, a petição pública reafirma que “as autoridades portuguesas não podem, sob pretexto algum, demitir-se das suas obrigações “.

Entre os assinantes estão Rui Tavares (LIVRE) e Catarina Martins, assim como vários atores, cineastas e figuras relacionadas com a arte dos espetáculos.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros assegura que está a acompanhar o caso com especial atenção e estará mesmo a planear a organização de uma visita bilateral ao ativista Luaty Beirão. A família do rapper tem estado em contacto com os governantes portugueses para fornecer as informações necessárias.

Descomplicador:

Um total de 96 artistas e políticos assinaram uma petição de apoio a Luaty Beirão. No texto, em que se apoia a luta do músico, é exigido ao Governo português uma declaração pública que defenda a libertação imediata do ativista luso-angolano.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH – Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *