Sampaio da Nóvoa: “Se tivéssemos alguém isento não teríamos chegado onde chegámos”

O candidato presidencial, António Sampaio da Nóvoa esteve ontem na TVI para uma entrevista onde salientou a importância da independência de um Presidente da Republica, dizendo mesmo que “se tivéssemos alguém isento não teríamos chegado onde chegámos” e acrescentando que Portugal precisa de “alguém que faça pontes, que coloque o interesse nacional na cabeça e não seja uma questão de partidos”.

Sampaio da NóvoaSampaio da Nóvoa fez questão de vincar que é o único candidato que “não finge que é independente” re-afirmando que “é mesmo independente”. Na opinião do ex-reitor a candidatura de Maria de Belém serviu para destacar essa característica, gostando o professor universitário de “contar com o apoio de todos” na sua candidatura que inicialmente se esperou vir a ser apoiada pelo Partido Socialista.

Para Sampaio da Nóvoa, com as eleições legislativas, “os portugueses perceberam que é possível ter um presidente diferente”, defendendo o candidato que o ideal é ter alguém que venha de fora das lógicas partidárias. Ainda assim, Sampaio da Nóvoa diz que a “candidatura tem origem de esquerda, mas não é uma candidatura à esquerda”, sendo sim uma candidatura “nacional”.

No que toca às decisões tomadas por Aníbal Cavaco Silva, Sampaio da Nóvoa entende que sem um acordo formal à esquerda a “decisão natural e sensata” é dar posse ao líder do partido mais votado, defendendo no entanto que caso exista uma maioria parlamentar à esquerda, “deve ser dada posse a essa maioria”, acreditando o ex-reitor da Universidade de Lisboa que caso essa situação não se verifique “coloca o país numa situação insustentável”.

Descomplicador:

Sampaio da Nóvoa em entrevista à TVI disse que “se tivéssemos alguém isento não teríamos chegado onde chegámos”. Ainda assim, o ex-reitor considera que Cavaco Silva seguiu o caminho normal mas defende a tomada de posse de um Governo de esquerda caso se venha a registar a maioria parlamentar em acordo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *