Se há espaço para o Mónaco, há para o Barcelona. Catalunha põe em marcha a independência

A ideia foi “atirada” pelo Primeiro-Ministro francês, Manuel Valls. Se a liga francesa tem espaço para o AS Mónaco, treinado pelo português Leonardo Jardim, então também terá para o Barcelona caso a Catalunha venha mesmo a conquistar a independência face a Espanha. Durante a próxima semana o parlamento catalão vai votar um documento que dá inicio à formação de um novo estado sob a forma de republica.

Catalunha BarcelonaManuel Valls é adepto confesso do Barcelona e disse em entrevista à Challenges que se o Mónaco cabe na liga francesa então também o Barcelona pode ser integrado na liga gaulesa.Para além do Barcelona, também o Espanhol fica impedido em caso de independência de disputar o campeonato espanhol de futebol.

Esta é mais uma afirmação que provoca dores de cabeça a Mariano Rajoy, Primeiro-Ministro espanhol que está a braços com um processo diplomático complicado e que já garantiu fazer tudo o que estiver ao seu alcance para impedir a independência da Catalunha.

Entretanto o Generalit, o governo local vai começar a discutir votar um documento produzido pelo Juntos pel Si e pelo CUP que dá inicio à formação de um novo estado republicano, abrindo assim caminho à independência da região. Os dois partidos que constituem a maioria do parlamento alegam assim o mandato democrático que receberam para poderem dar inicio ao processo e pedir já a Rajoy para respeitar a democracia.

O programa que o Juntos pel Si apresentou às eleições previa já a independência da região num prazo de 18 meses, situação que desagrada em larga escala a Mariano Rajoy que já garantiu que usará “todas as medidas políticas e jurídicas”. Rajoy utilizará assim o Tribunal Constitucional para fazer frente às medidas polémicas que serão tomadas pelo parlamento da Catalunha.

Recorde-se ainda que Espanha terá eleições gerais a 20 de Dezembro, onde o espectro politico do Parlamento é ainda desconhecido, tendo em conta que as sondagens apontam o Partido Popular de Rajoy em primeiro, mas nos lugares seguintes as indecisões são ainda elevadas, com o Ciudadanos a conquistar vários pontos percentuais nos últimos tempos, superando o Podemos e aproximando-se do PSOE.

Descomplicador:

O parlamento catalão vai votar um documento que abre o caminho à independência da Catalunha, uma situação que provocou já reacções de Mariano Rajoy que disse utilizar tudo o que tiver ao alcance para bloquear a situação. Entretanto Manuel Valls, Primeiro-Ministro francês disse já que o Barcelona pode vir a jogar na liga de futebol francesa.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *