Francisco Assis não quer disciplina de voto desrespeitada

francisco assisFrancisco Assis irá reunir-se no próximo sábado com militantes socialistas que, como ele, não concordem com a alternativa adotada por António Costa de tentar formar um Governo apoiado pelos partidos de esquerda. O encontro, que terá lugar na Mealhada (Aveiro), visa mostrar que há uma linha crítica dentro do partido. A disciplina de voto, assegura o eurodeputado, não vai ser posta em causa nem haverá no encontro apelos para que se desrespeite essa ferramenta.

Em declarações ao jornal “Público”, presentes na edição desta terça-feira, Francisco Assis argumenta que os resultados de dia 4 de outubro atribuem aos socialistas um papel diferente daquele que está atualmente a desempenhar. Depois das eleições legislativas, argumenta, o “PS deveria assumir-se como um partido da oposição com sentido de responsabilidade e, a partir da oposição, construir uma alternativa de governação do país”.

Como tem vindo a reiterar ao longo das últimas semanas, Francisco Assis considera que um Governo de esquerda não é a solução de que o país precisa e acredita que há muitos socialistas que também discordam dessa alternativa. Para o antigo deputado, um Executivo “do PS apoiado por um partido tão conservador como é o PCP e por um partido tão contraditório como é o Bloco de Esquerda” inibe os socialistas “de ter a capacidade de promover as reformas” necessárias neste momento.

O eurodeputado voltou a classificar um acordo com os partidos de esquerda como sendo “um erro histórico” que o PS irá “pagar caro” mais tarde. No entanto, e apesar de querer reunir os críticos desta linha orientadora, Francisco Assis garante que não pretende apelar ao desrespeito da disciplina de voto por considerar que o país entraria “num quadro de ingovernabilidade”.

PS, BE e PCP irão chumbar chumbar o programa de Governo apresentado pela coligação PàF e irão formalizar uma alternativa governativa com apoio parlamentar dos três partidos. A solução que os três partidos de esquerda estão a negociar deve ser apresentada aos portugueses no mesmo dia da votação do programa de Governo na Assembleia de República.

Descomplicador:

Francisco Assis afirmou que não irá apelar ao desrespeito da disciplina de voto em relação ao chumbo do programa de Governo que a PàF irá apresentar. Apesar de se reunir no próximo sábado com os militantes socialistas que não se identificam com a alternativa de Governo que o PS está a negociar com BE e PCP, o eurodeputado não pretende criar divisões dentro do partido mas sim mostrar que há uma linha crítica dentro do próprio partido.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *