PP e PSOE voltam a ganhar força em Espanha

Mariano RajoyFoi esta segunda-feira revelada mais uma sondagem sobre as intenções de voto dos espanhóis para as eleições legislativas que vão ter lugar no próximo mês de dezembro. O PP surge na frente com 28,5%, mas o PSOE também tem vindo a recuperar terreno e alcança os 22,8% das intenções de voto. O jornal espanhol “ABC” considera que o crescimento destes partidos pode estar relacionado com as questões de segurança recentemente levantadas devido aos ataques terroristas de 13 de Novembro em Paris.

Um dos temas que mais têm marcado a pré-campanha eleitoral tem sido a independência da Catalunha. No entanto, depois dos atentados terroristas em Paris a questão catalã tem passado para um segundo plano, o que favorece a subida dos partidos mais tradicionais, avança o “ABC”. No conjunto, PP e PSOE conquistam no espaço de uma semana mais seis deputados e sobem várias décimas cada um. Segundo o estudo levado a cabo pela GAD3 para o jornal espanhol, os dois partidos alcançariam um total de 222 deputados, ficando a apenas dez lugares de alcançar os dois terços do parlamento.

Por sua parte, os novos partidos que ameaçam com poder vir a quebrar com o bipartidismo – Ciudadanos e Podemos – viram o seu crescimento travado desde que a questão da segurança entrou na agenda política de Espanha. No entanto, o Podemos conseguiu ganhar algumas décimas desde a última sondagem, atingindo agora os 15,6% e os 44 deputados, mas continua a surgir na quarta posição. Em terceiro lugar continua o Ciudadanos , com 16,4% e 52 assentos, que acabou por ser o partido que saiu mais prejudicado ao registar uma queda de 1,5% em apenas uma semana.

Com este cenário e apesar do crescimento, nenhum dos grandes partidos atinge a maioria absoluta e essa realidade parece mesmo longe do alcance tanto de PSOE como do PP, que precisariam de alcançar 176 deputados. As eleições em Espanha vão acontecer no próximo dia 20 de dezembro e podem vir a configurar um quadro político inédito no país vizinho.

Descomplicador:

A mais recente sondagem feita pela GAD3 para o jornal espanhol “ABC” revela que PP e PSOE ganharam força desde que o tema da segurança entrou no debate político em Espanha devido aos atentados de Paris. O crescimento dos novos partidos foi travado e o grande prejudicado foi o Ciudadanos, que apesar de ainda se manter em terceiro lugar vê o Podemos a aproximar-se de semana para semana. No entanto, a maioria absoluta parece um cenário impossível para os partidos mais tradicionais.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH – Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *