Manuel Alegre perde lugar no Conselho de Estado para Carlos César

ACarlos Césarntónio Costa fez o convite. Manuel Alegre recebeu-o e respondeu de forma assertiva. Porém, o secretário-geral do PS decidiu alterar o destinatário.

Trata-se do convite para ser o número um da lista da esquerda ao Conselho de Estado (CE). O secretário-geral do Partido Socialista (PS) havia convocado o político e autor de A Terceira Rosa, tendo em conta o historial de confiança existente entre os dois. Recorde-se que Manuel Alegre apoiou António Costa assim que este quis assumir o cargo de líder partidário e mostrou-se convicto em relação a um consenso à esquerda.

A novidade que avança hoje o Diário de Notícias é a de que, desta vez, Manuel Alegre será substituído pelo presidente do PS, Carlos César. “A princípio era para ser eu. Mas parece que há uma tradição segundo a qual o número um da lista é sempre ou o secretário-geral do PS ou o presidente do partido. Ora, o secretário-geral já está no Conselho de Estado [dado que é primeiro-ministro]. Assim, avançou o presidente do partido”, afirma ao mesmo jornal.

Se a tradição existe, nem sempre foi cumprida. O histórico dos presidentes do PS conta com três nomes que não tiveram assento no órgão consultivo do Presidente da República: Maria de Belém, João Ferraz de Abreu e António Macedo – fundador do partido.

Carlos César recusou comentar o assunto, afirmando que, apesar de estar encarregue do formato das listas – que serão apresentadas esta quarta-feira e votadas na sexta –, “os nomes são com o secretário-geral”. Quanto a Manuel Alegre, mostra de forma sucinta que não está preocupado com a alteração: “fico contente que no meu lugar vá um representante do Bloco de Esquerda ou do PCP”, confessa.

Em relação aos outros membros da lista da esquerda (composta por mais dois membros), prevê-se que sejam Francisco Louçã e Jerónimo de Sousa, eleitos pelo Bloco de Esquerda e pelo Partido Comunista, respectivamente. Como são cinco os cidadãos a ser eleitos pela Assembleia da República para compor o CE, a direita contará com os dois restantes. O PSD deverá apresentar o nome de Francisco Pinto Balsemão (militante número 1 do partido), como tem acontecido, e o CDS está dividido entre Adriano Moreira e António Lobo Xavier, caso Paulo Portas não assuma o lugar.

Descomplicador

Inicialmente, António Costa tinha convidado Manuel Alegre para encabeçar a lista da esquerda ao Conselho de Estado. No entanto, alterou o seu convite para o presidente do Partido Socialista, Carlos César. Nas declarações prestadas sobre o assunto, Manuel Alegre não se mostrou preocupado com a troca e Carlos César apenas disse que tratou do formato da lista, optando por não comentar esta alteração à mesma.

xobrun@6paq.com'
Publicado por: Mariana Bandeira

22 anos, natural de Torres Vedras. Finalista de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Colaborou com o Oitava Colina e o seu gosto por política nasceu quando escolheu Ciência Política como disciplina no secundário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *