PP mantém maioria no Senado espanhol

Apesar de para o congresso ter perdido a maioria absoluta, o Partido Popular de Mariano Rajoy garantiu ainda assim a maioria no senado, a câmara alta de Espanha. Apesar de perder 12 mandatos o PP mantém ainda assim a maioria. O PSOE acompanha no Senado a perda que teve no congresso, baixando também a votação. O El Pais diz que o senado não deixou de ser um território “propicio ao bipartidarismo”.

Mariano RajoyO PP conquistou assim 124 senadores, menos 12 face ao que conquistou em 2011. O PSOE, de Pedro Sanchez, perde apenas um mandato face a 2011, conquistando 47 senadores. Com a ajuda das coligações regionais, o Podemos entra em força no Senado, conquistando 16 senadores.

Do acto eleitoral de ontem regista-se também a entrada de seis senadores oriundos da Catalunha, de movimentos apoiantes de Artur Mas e portanto defensores da independência catalã. Anteriormente estes partidos e movimentos não tinham qualquer tipo de representação nesta câmara.

O Senado é considerada a câmara alta no sistema espanhol e tem como uma das suas funções a indicação dos magistrados do Tribunal Constitucional junto do Rei. A par disso o Senado tem um papel de fiscalizador da acção do congresso, através de perguntas e interpelações ao congresso, tendo ainda um papel na apreciação das propostas enviadas pelo congresso, podendo vetar as propostas e reenviá-las novamente para correcção.

Descomplicador:

Se para o congresso o cenário está longe de ser claro, no Senado, a câmara alta do sistema politico espanhol, o Partido Popular conquistou a maioria dos deputados, mantendo a liderança conquistada em 2011. O PSOE perdeu apenas um deputado face a 2011 mas mantém-se a larga distância do PP. Tal como no congresso, o Podemos é a grande surpresa nesta câmara.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *