Edgar Silva é o candidato com o orçamento mais alto. Marcelo com um dos mais baixos

Edgar Silva, candidato presidencial apoiado pelo PCP foi o que apresentou o orçamento mais elevado para a campanha, segundo a documentação entregue no Tribunal Constitucional. Por outro lado, Marcelo Rebelo de Sousa é dos candidatos com apoio partidário o que apresentou o orçamento mais baixo: apenas 150 mil euros, bem longe dos orçamentos de Cavaco Silva.

Tribunal ConstitucionalO total dos orçamentos entregues cifra-se em 3,4 milhões de euros, ao que diz o Observador, um valor bem longe de actos eleitorais anteriores, onde Cavaco Silva chegou a apresentar orçamentos de campanha na ordem dos dois milhões de euros. Segundo os orçamentos entregues, Edgar Silva, militante comunista prevê gastar 750 mil euros, ocupando assim o primeiro lugar.

De seguida surgem os dois candidatos da área socialista. António Sampaio da Nóvoa prevê gastar 742 mil euros, enquanto Maria de Belém orçamentou a sua campanha em 650 mil euros. Marisa Matias surge a seguir com cerca de meio milhão de euros de despesas, segundo dá conta o Observador.

Acima de Marcelo Rebelo de Sousa surge ainda Henrique Neto, com um orçamento de 275 mil euros, aparecendo então depois o comentador e professor universitário Marcelo Rebelo de Sousa com cerca de 157 mil euros, seguido de perto pelo surpreendente Jorge Sequeira, com 123 mil euros.

Abaixo dos 100 mil euros de orçamento surgem então Paulo Morais, cuja maior bandeira de campanha é a luta contra a corrupção, com 93 mil euros de orçamento, de seguida o militante do Partido Socialista, Cândido Ferreira com 60 mil euros e por fim, Vitorino Silva, o popular Tino de Rans, com 50 mil euros de orçamento para a campanha presidencial.

Ainda assim, os orçamentos entregues podem fugir muito às contas finais de campanha, tal como avisou já a Entidade das Contas e Financiamento dos Partidos anteriormente, devido ao facto de várias candidaturas entregarem orçamentos abaixo do que acabam por gastar. De referir ainda que Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém são os únicos dois candidatos que esperam receitas superiores às despesas, tendo nesse caso de devolver o dinheiro a mais.

Descomplicador:

Edgar Silva, candidato presidencial apoiado pelo PCP foi o que apresentou o mais elevado orçamento de campanha. Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém seguem-se numa lista que surpreendeu pelo facto de Marcelo Rebelo de Sousa ter apresentado apenas 150 mil euros. Anteriormente, o candidato apoiado pelo PSD e pelo CDS, Cavaco Silva, chegou a apresentar orçamentos superiores a dois milhões de euros.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *