“Este é o governo mais inclusivo que o país já teve”

A frase é de Carlos Jorge Sousa, coordenador do Observatório das Comunidades Ciganas (OCC) que comemora agora o primeiro aniversário. Ao fim do primeiro ano, todos os objectivos foram cumpridos, segundo o coordenador à TSF. Este observatório é um organismo autónomo do Alto Comissariado para as Migrações.

Observatório das Comunidades Ciganas CiganosSegundo Carlos Jorge Sousa à TSF, este é “o governo mais inclusivo que o país jamais teve”, considerando assim o coordenador do observatório que “estão reunidas as condições para se dar um salto qualitativo nas politicas das pessoas mais carenciadas” durante os próximos anos.

Para o coordenador do Observatório das Comunidades Ciganas, a principal preocupação prende-se com o cumprimento da escolaridade obrigatória por parte da etnia cigana. O abandono e o insucesso escolar são as principais preocupações, dizendo Carlos Jorge Sousa que “o não cumprimento da escolaridade obrigatório é um combate de todos nós”.

Ainda assim, num balanço global, Carlos Jorge Sousa considera ainda que a discriminação da comunidade cigana continua a ser um “problema transversal a toda a sociedade portuguesa que olha a diferença de forma negativa”. O conselho cientifico do Observatório das Comunidades Ciganas é composto para além de Carlos Jorge Sousa, por Alexandra Castro, Emília Martins, Maria José Casa-Nova, Maria do Rosário Carneiro, Rogério Amaro e Sérgio Aires.

Descomplicador:

O Observatório das Comunidades Ciganas completa agora o primeiro aniversário. À TSF, o coordenador, Carlos Jorge Sousa considera que este é o “governo mais inclusivo que o país jamais teve”, mas que continua a existir em Portugal um problema de descriminação, “transversal a toda a sociedade portuguesa que olha a diferença de forma negativa”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *