Cândido Ferreira contra os sete candidatos que vão falar pelos dez

Há dez candidatos às próximas eleições presidenciais. No entanto, não haverá dez candidatos à mesa dos debates que se iniciam no primeiro dia do ano. A quem não agrada esta situação é Cândido Ferreira, um dos que ficou de fora na lista dos intervenientes. O médico e antigo presidente da Federação Distrital de Leiria do PS afirmou em nota enviada à comunicação social que vai utilizar todos os meios legais ao seu alcance para ir “contra aqueles que estão claramente a cometer uma indignidade e a violar o princípio da igualdade e as regras básicas de funcionamento de um Estado democrático”.

Cândido FerreiraA campanha eleitoral arranca oficialmente a 10 de Janeiro mas, à semelhança daquilo que sucedeu nas passadas eleições legislativas, a questão dos debates televisivos continua a não reunir consensos entre os candidatos. Edgar Silva, Henrique Neto, Marcelo Rebelo de Sousa, Maria de Belém, Marisa Matias, Paulo Morais e Sampaio da Nóvoa integram os debates agendados, mas… Em que canal se encaixam os restantes três? A resposta é simples e não satisfaz Cândido Ferreira: em nenhum. “Ou há debates para todos ou não há debates para ninguém”, contesta no texto hoje publicado.

Cândido Ferreira filiou-se ao PS no ano da revolução dos cravos, foi mandatário-jovem de Ramalho Eanes em 1976 e, anos mais tarde, director de campanha de Jorge Sampaio. O passado (e presente) socialista fazem do candidato um constante crítico a Maria de Belém e Sampaio da Nóvoa. “O PS tem dois candidatos que parece os clubes de futebol que tem uma equipa na primeira liga e uma equipa na liga de honra. Não se sabe bem qual é o candidato da primeira liga, mas nem um nem outro merecem lá estar”, disse, no dia em que formalizou a candidatura no Tribunal Constitucional.

A inscrição na corrida a Belém foi a última a ser apresentada no Palácio Ratton, mas Cândido Ferreira não perde a confiança na vitória e considera que a sua candidatura é a única capaz de derrotar Marcelo Rebelo de Sousa, aquele que garante ser o único adversário.

Descomplicador:

O candidato presidencial Cândido Ferreira demonstrou a sua insatisfação quanto aos debates agendados entre 1 e 9 de Janeiro. Na opinião do médico socialista, os dez nomes que vão ser expostos no boletim de voto deveriam também estar representados nos “frente a frente” transmitidos nos principais canais generalistas.

xobrun@6paq.com'
Publicado por: Mariana Bandeira

22 anos, natural de Torres Vedras. Finalista de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Colaborou com o Oitava Colina e o seu gosto por política nasceu quando escolheu Ciência Política como disciplina no secundário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *