Pedro Sánchez (PSOE) vem a Lisboa para ouvir António Costa

Pedro Sanchez PSOEO líder do PSOE vem a Lisboa esta quinta-feira para se reunir com António Costa. O motivo para o enontro é o impasse político que se vive atualmente em Espanha depois das eleições legislativas de dezembro. Como é sabido, no país vizinho ainda não foi encontrada uma solução governativa saída das eleições e há diferentes cenários em cima da mesa. À semelhança daquilo qeu aconteceu em Portugal, os socialistas ficaram em segundo mas não põem de parte um eventual acordo à esquerda que permita garantir a eleição de Pedro Sánchez como Presidente do Governo de Espanha.

É neste contexto que o primeiro-ministro português irá receber o líder dos socialistas espanhóis. Sánchez gosta da solução encontrada por Costa após as legislativas portuguesas e admite a possibilidade de se vir a entender com o Podemos, que é agora a terceira força política no Parlamento espanhol. Mas o acordo entre as duas forças políticas não parece fácil de alcançar. A grande discórdia está na visão que os dois partidos têm da independência da Catalunha. Pablo Iglesias, líder do Podemos, já garantiu que para chegar a um eventual acordo de governo com o PSOE, os socialistas teriam de se comprometer com a realização de um referendo sobre a independência da Catalunha. Esta é uma medida que Sánchez, por seu lado, já se recusou a aceitar.

No entanto, a esperança do líder socialista espanhol continua a existir e, segundo avança o “Expresso”, Sánchez vem aconselhar-se com Costa quanto à melhor solução que o PSOE deve tomar nesta situação. Ao mesmo tempo, as críticas de alguns socialistas espanhóis não param de subir de tom e há quem defenda que deve ser Mariano Rajoy, líder do PP e atual chefe de governo, a liderar o futuro do país e que o PSOE não pode ser um entrave para essa solução. As críticas em relação a Sánchez vão crescendo e há até quem defenda o afastamento do líder socialista da liderança do partido.

Outra alternativa que foi avançada esta semana, mas que já foi posta de parte por Pedro Sánchez, foi um entendimento entre PP, PSOE e Podemos. O líder socialista refutou esta hipótese de forma veemente. Foi até avançada a hipótese de afastar Rajoy da chefia do executivo dando lugar a uma outra personalidade do PP, mas nem o afastamento do atual primeiro-ministro espanhol seduziu Pedro Sánchez.

Apesar das semelhanças entre as situações de Portugal e de Espanha no pós-legislativas, há uma grande diferença relativamente ao caso português: é que em Espanha, caso o impasse não seja resolvido, podem ser convocadas novas eleições legislativas. Esse é um dos cenários que tem ganhado força nos últimos dias depois de ainda não se ter encontrado uma solução e de o impasse se manter dia após dia.

Pedro Sánchez e António Costa já se reuniram anteriormente e mantêm boas relações. A vinda do líder socialista espanhol acontece poucos dias antes de Pablo Iglesias viajar para Portugal (dia 16) com o objetivo de estar presente numa ação de campanha de Marisa Matias, que concorre à Presidência da República com o apoio do Bloco de Esquerda.

Descomplicador:

Pedro Sánchez vem a Lisboa esta quinta-feira para ouvir António Costa sobre a solução que o PSOE deve tomar no meio do impasse político que se vive em Espanha. Sánchez gosta da alternativa que o PS encontrou em Portugal e é nesse contexto que vai ser recebido pelo primeiro-ministro. No entanto, um entendimento à esquerda está cada vez mais difícil de se alcançar em Espanha.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *