Marcelo Rebelo de Sousa ao ataque no frente-a-frente com Sampaio da Nóvoa

Marcelo Rebelo de Sousa e Sampaio da Nóvoa defrontaram-se hoje num dos frente-a-frentes mais aguardado, entre os dois candidatos presidenciais com maior votação segundo as sondagens que têm sido divulgadas. Neste debate apareceu pela primeira vez um Marcelo Rebelo de Sousa agressivo e ao ataque, no debate mais enérgico desde o inicio desta série de frente-a-frentes.

Marcelo Rebelo de SousaSampaio da Nóvoa foi o primeiro a lançar críticas a Marcelo Rebelo de Sousa dizendo que “é o homem que apelou ao voto em Passos Coelho e Paulo Portas”, acusando o professor universitário de ter “vinte citações a dizer uma coisa e vinte a dizer o seu contrário”, uma acusação que foi lançando ao longo de todo o debate.

Marcelo Rebelo de Sousa respondeu a Sampaio da Nóvoa que “nada melhor do que a análise de Francisco Louçã que disse que eu não era colável a Cavaco, Passos e Portas”, questionando ainda se recusou o apoio do MRPP que “ainda há pouco pedia a morte aos traidores”, iniciando aí o seu tom mais agressivo.

Os minutos seguintes foram dominados por Marcelo Rebelo de Sousa que criticou Sampaio da Nóvoa por ter uma história de “de vazio, de ausência”, dizendo que quanto a si “os portugueses sabem onde é que eu estive no 25 de Novembro. O professor apareceu agora virgem” e que “acertando ou errando” esteve sempre disponível publicamente.

Sampaio da Nóvoa pegou na questão do passado para lançar mais críticas a Marcelo Rebelo de Sousa, dizendo que o que incomoda o principal favorito nas sondagens é “que eu não venho para deixar tudo na mesma. Venho para trazer pessoas novas e coisas novas e por isso fecham-se dentro de um “clube privado” e recordando os apoios dos três ex-Presidentes da Republica: Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio.

Sampaio da NóvoaMarcelo Rebelo de Sousa, aproveitando a sua experiência televisiva pegou imediatamente na questão dos apoios, para mais uma vez atacar Sampaio da Nóvoa dizendo que não tem de “trazer na lapela o apoio dos ex-presidentes, que respeito” e acrescentando que “não tenho uma comissão de honra infidável. Isso é uma prática antiga” e que avançou porque decidiu e que não precisou de “falar com ex-presidentes”.

Sampaio da Nóvoa confrontou Marcelo Rebelo de Sousa com várias declarações que o professor universitário foi tendo ao longo dos anos, com especial destaque para o tema da educação que dominou a ponta final do debate e com Marcelo Rebelo de Sousa a desmentir a contextualização das suas afirmações.

O professor universitário criticou ainda Sampaio da Nóvoa pelos gastos na campanha, dizendo que “não cheguei aqui [ao debate] numa carrinha com seis assessores, não tenho a sua estrutura, os seus gastos de campanha” e que é o candidato “mais credível e mais confiável”.

Na fase final do debate, Clara de Sousa, que moderou o debate, lançou cinco questões para resposta rápida que transcrevemos aqui, seguidas das respostas de Marcelo Rebelo de Sousa e de Sampaio da Nóvoa, respectivamente:

Barrigas de aluguer: Critico/Favorável
Salas de chuto: Concordo/Tem que se analisar
Fim dos exames: Tenho dúvidas/Concordo
Fim do processo de avaliação de professores: Concordo/Concordo
Reposição do controlo de fronteiras: Contra/Contra

Descomplicador:

Marcelo Rebelo de Sousa esteve hoje ao ataque no debate frente a Sampaio da Nóvoa, pela primeira vez desde que começaram os debates presidenciais. O professor universitário criticou Sampaio da Nóvoa por não ter passado e por não serem conhecidas as suas posições. Sampaio da Nóvoa confrontou Marcelo Rebelo de Sousa com as “vinte citações acerca de um assunto e as vinte citações contra a sua opinião”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *