Assaltam-lhe a casa e a vítima foi detida. A história do ex-Secretário de Estado do PSD, José Eduardo Martins

O ex-Secretário de Estado do PSD, José Eduardo Martins foi detido pelas autoridades por ter faltado a uma audição enquanto testemunha a um assalto que ocorreu na sua casa. O caso tem tudo de insólito mas aconteceu mesmo e foi relatado pelo próprio num artigo de opinião publicado no Jornal de Negócios intitulado “Kafka e eu”.

José Eduardo Martins PSDUtilizando a metáfora do livro “O Processo”, escrito por Franz Kafka, onde um individuo é preso e tem de se defender sem conhecer o processo pelo qual está a ser julgado, José Eduardo Martins foi vítima de uma situação com contornos semelhantes ao ser detido por ter faltado a uma audição onde era testemunha.

O relato começa com “Quinta-feira, sete e meia da manhã de um dia normal, toca a campainha”, e relata que dois agentes desfardados se deslocaram à sua casa para o deter. Mais tarde já sob custódia, o ex-Secretário de Estado de Durão Barroso e Santana Lopes, para além de ter sido deputado e dirigente nacional do partido, explicou então que o processo devia-se a uma casa sua em Grândola que foi assaltada e cujo processo estava então em andamento.

Na explicação desse seu “caricato” dia, José Eduardo Martins acusou ainda A Justiça portuguesa de ser  “cega, mas sobretudo a sua mecânica, que além de cega é burra, ofensiva mesmo”. José Eduardo Martins continua então o seu relato, onde diz que “no Tribunal, outros agentes, o mesmo traquejo a lidar com criminosos… Lá me encarceraram numa cela que, a rir, disseram já ter albergado um ex-primeiro-ministro. Pedi outra. Já não tinha direito a pedidos. Meia hora a olhar para as grades (nota: nunca ser preso sem levar um livro, pois não ficamos com telemóvel ou tablet) e lá vamos à diligência”.

A audição de José Eduardo Martins é também contada pelo próprio, onde reclamou que “ao fim do quarto assalto à mesma casa, o único detido é o proprietário denunciante e a senhora acha que isso é a Justiça a funcionar?”. Em jeito de conclusão, José Eduardo Martins, que é também advogado na Abreu Advogados, tendo sido distinguido em 2007 pela Iberan Lawyers como um dos 40 advogados mais promissores da Península Ibérica.

Descomplicador:

O ex-Secretário de Estado e deputado do PSD, José Eduardo Martins, foi detido por ter faltado a uma audição onde era testemunha de um assalto à sua própria casa. O caso foi relatado pelo próprio que passou o dia sob custódia judicial.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *