Os primeiros nomes da estrutura de Marcelo Rebelo de Sousa

O próximo Presidente da Republica está já a preparar a sua entrada no Palácio de Belém e a pouco e pouco começam a ser conhecidos os primeiros nomes que escolheu para levar consigo para o primeiro mandato. Simbólico ou não, ficam para a história da “magistratura” de Marcelo Rebelo de Sousa os nomes de Fernando Frutuoso de Melo para chefe da Casa Civil e de Eduardo Lourenço como a sua primeira escolha para o Conselho de Estado.

Fernando Frutuoso de MeloFernando Frutuoso de Melo é o director da politica de cooperação da União Europeia. Licenciado em Direito, trabalhou na função publica e no sector privado antes de se dedicar às instituições europeias. Integrou o gabinete de Durão Barroso durante os mandatos do ex-líder do PSD enquanto presidente da Comissão Europeia e em 2013 foi nomeado director-geral da Cooperação para o Desenvolvimento, cargo onde tem estado até aos dias de hoje.

Outro dos nomes conhecidos recentemente é o do ensaísta Eduardo Lourenço, que revelou hoje à TSF ter sido convidado para Conselheiro de Estado por Marcelo Rebelo de Sousa. Este é o primeiro nome conhecido para o órgão de aconselhamento do Presidente da Republica, da quota pessoal de Marcelo.

Eduardo LourençoEduardo Lourenço revelou que “no princípio desta semana, o nosso novo Presidente teve a gentileza de me telefonar para me convidar para integrar o Conselho de Estado”, tendo ficado “surpreendido” por não ser “alguém com importância na ordem política, por isso não sei muito bem o que dizer, a não ser agradecer a gentileza e contribuir dentro do possível para fazer parte do Conselho de Estado”.

O ensaísta disse ainda que tinha sido abordado já por Marcelo Rebelo de Sousa mas que tinha considerado “apenas um gesto de simpatia”. O ensaísta português mostrou-se surpreendido pelo telefonema porque “sendo uma pessoa preocupada com a política, não sou político”, revela acrescentando que também se surpreendeu com a “memória absoluta” de Marcelo Rebelo de Sousa.

Descomplicador:

São já conhecidos dois dos nomes que irão integrar a estrutura de Marcelo Rebelo de Sousa. Fernando Frutuoso de Melo, actualmente a trabalhar em Bruxelas foi convidado para liderar a Casa Civil, enquanto o ensaísta Eduardo Lourenço foi o primeiro nome conhecido para integrar o Conselho de Estado.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *