“Valeu tudo” no debate da Carolina do Sul entre Jeb Bush e Trump

O debate republicano no estado da Carolina do Sul, foi o debate do “vale tudo”. Donald Trump puxou a terreiro temas pessoas, sobretudo a relação entre Jeb Bush e o seu irmão, George W. Bush, que vai entrar na campanha. Segundo os analistas, Jeb Bush e Marco Rubio foram os destaques pela positiva, num debate onde tinham de procurar ganhar destaque face a Trump e Ted Cruz.

Jeb BushAs primárias na Carolina do Sul decorrem a 20 de Fevereiro e este debate era um ponto essencial para conquistar votos. Donald Trump foi, claro, o maior destaque, mas não esteve sozinho. Jeb Bush foi o mais atacado pelo multimilionário e saiu-se bem segundo os analistas consideraram, após a transmissão televisiva.

Foi até Jeb Bush que começou ao ataque a Donald Trump, criticando-o na sua politica externa, ao dizer que “é absolutamente ridículo que sugira que a Rússia possa ser um parceiro positivo nisto”. Trump aproveitou o tema da politica externa para logo responder com ataques pessoais, dizendo que “A guerra no Iraque foi um enormíssimo erro” e que o candidato republicano “demorou cinco dias para dizer se era um erro ou não quando anunciou a candidatura dele. Voltou atrás com a palavra. Demorou cinco dias até a equipa dele lhe ter dito que era melhor dizer que foi um erro”, apontou Donald Trump a Jeb Bush.

Numa fase em que se sabe que George W. Bush vai participar na campanha do irmão na Carolina do Sul, Jeb Bush não se “encostou às cordas” e respondeu prontamente que “enquanto Donald Trump estava a fazer um reality-show, o meu irmão estava a construir um aparato de segurança para nos manter seguros e eu tenho orgulho nisso”, acrescentando estar farto “de ouvi-lo a ir contra a minha família. Para mim, o meu pai é o melhor homem do mundo”, disse o mais novo do clã Bush no que toca a candidatos presidenciais.

trumpQuem também entrou ao ataque a Donald Trump e ao lado de Jeb Bush foi Marco Rubio, que ainda sobre este tema disse que o irmão de Jeb, “não só nos manteve em segurança, e apesar de tudo o que possamos dizer sobre as armas de destruição maciça, Saddam Hussein estava em violação de resoluções das Nações Unidas e o mundo não fez nada contra isso”, afirmando que “George W. Bush fez o que toda a comunidade internacional se recusou a fazer e ele manteve-nos seguros”, mostrando-se “eternamente grato”.

Donald Trump também não “se deixou ficar” e conclui este polémico tema recordando que “as torres gémeas caíram durante o reinado do seu irmão. Eu perdi centenas de amigos”. O debate da Carolina do Sul é conhecido já pelos seus momentos quentes, por ser considerado um estado-chave para os republicanos. Quem ganhou na Carolina do Sul, com excepção de um, esteve sempre na corrida final para a Casa Branca.

Descomplicador:

O debate da Carolina do Sul, nos Estados Unidos da América foi o mais pessoal até ao momento. Donald Trump trouxe à tona as relações pessoais entre Jeb e George W. Bush, mas Jeb Bush e Marco Rubio saíram em defesa do ex-presidente dos Estados Unidos da América.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *