“Quo vadis” Miguel Relvas?

Miguel Relvas foi Secretário-Geral da JSD e do PSD, secretário de estado, ministro, em suma, o homem da confiança do actual líder do PSD, Pedro Passos Coelho. No entanto o caso da licenciatura levou-o a abandonar a politica activa. Ainda assim Miguel Relvas encabeçou a lista apoiada pela direcção do partido ao Conselho Nacional do PSD em 2014 numa decisão polémica e que levou a algumas divisões. No próximo congresso dos sociais-democratas, qual será o futuro de Relvas?

Miguel Relvas ouvido pela segunda vez na Comissão de Assuntos Constitucionais do ParlamentoO ex-Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares encabeçou a lista ao Conselho Nacional, com a deputada Nilza de Sena como nº2, mas a iniciativa ia correndo mal a Pedro Passos Coelho, com a lista H, liderada pelo jovem Pedro Pimpão a ter ficado a apenas 4 mandatos da lista apoiada pela direcção do partido.

Afastado assim da politica activa, mantendo apenas o seu lugar como conselheiro nacional, uma das grandes questões acerca do congresso do PSD é sobre qual será o futuro do antigo nº2 de Passos Coelho. Ao Diário de Noticias, Miguel Relvas esclareceu que “apoio, como sempre apoiei, Passos Coelho, que é a melhor presidência para o PSD e conseguiu o milagre de vencer as eleições”, garantindo apenas que vai assumir o seu lugar enquanto congressista ” a não ser que aconteça algo de extraordinário”.

Apesar de activamente não assumir já nenhum papel no aparelho do PSD, há quem diga que tem controlado e promovido algumas candidaturas às distritais do partido, onde alguns nomes ainda são vistos como sendo apoiados por Miguel Relvas. Ainda assim, da parte de Passos Coelho, apoiado por Relvas ou por Marco António Costa, o aparelho parece estar controlado.

Dedicado agora aos negócios, tendo estado envolvido recentemente numa nova polémica, com o Banco Efisa, noticias deram conta durante a campanha presidencial que o ex-homem forte do aparelho esteve envolvido com a campanha de Marcelo Rebelo de Sousa, nomeadamente no contacto com as estruturas.

Descomplicador:

Miguel Relvas vai marcar presença no congresso do PSD que vai eleger novamente Pedro Passos Coelho como presidente do PSD. O ex-nº2 de Passos Coelho deixou a politica activa, mantém-se apenas como conselheiro nacional, mas não adiantando quais os seus planos para os próximos dois anos.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *