Está de volta a manifestação da direita

A organização da manifestação realizada no dia em que o governo de Pedro Passos Coelho e Paulo Portas foi rejeitado no Parlamento, volta a promover um novo protesto para o dia 4 de Março, tendo novamente como alvo o governo liderado por António Costa. “Costa para a rua!” é o mote da manifestação agendada para a Sexta-Feira, 4 de Março.

ManifestaçãoO movimento “Por Portugal”, que tem promovido estas manifestações, é liderado por Mário Gonçalves, dirigente local do CDS de Monforte. A manifestação de Novembro acabou por não ter a dimensão do protesto convocado pelas forças de esquerda para o mesmo local, o que gerou a separação das duas facções numa manobra de segurança com mais meios do que manifestantes.

Para a manifestação que está agendada para dia 4 de Março, a organização quer “pedir a demissão de António Costa e os usurpadores do poder que não têm legitimidade para governar”, acrescentando que ao não terem votado “PS-PCP-BE” só vão parar quando “estes partidos de esquerda abandonem o lugar que não lhes pertence”, não admitindo assim que “António Costa e Companhia, nos continuem a gozar”.

A manifestação está a ser convocada apenas na internet e para já a adesão é de apenas poucas centenas de pessoas. Segundo disse o promotor da iniciativa ao Diário de Noticias, o protesto tem três objectivos: “primeiro pedir a demissão do actual (des)governo, segundo pedir novas eleições, terceiro contra o orçamento de estado”.

Quanto ao número de pessoas esperadas, Mário Gonçalves acrescenta à mesma publicação que “pudemos não ser cem mil, pudemos não ser cinquenta mil, pudemos ser apenas cinco ou apenas um, mas jamais nos vão calar, só vamos parar quando este (des)governo sair do poder que não lhes compete”.

A convocatória para a manifestação está disponível AQUI.

Descomplicador:

O movimento “Por Portugal”, dirigido por um militante do CDS de Monforte convocou uma nova manifestação contra o governo de António Costa. O protesto foi convocado para 4 de Março, mas a organização não tem quaisquer perspectivas quanto ao número de manifestantes presentes.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *